Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

Amir LandoRevolta e indignação. Esses são os sentimentos Deputado Federal Amir Lando (PMDB-RO). Ele foi irônico e disse que o diretor-presidente da Eletrobrás não mora no Estado para conhecer a realidade dos consumidores. “É que o presidente não paga a conta. Quem paga a conta é o povo de Rondônia. É uma das taxas mais caras do Brasil. E isso não se justifica, porque estamos produzindo energia limpa. O correto é que as usinas do Estado abasteçam primeiramente o povo de Rondônia”, disse o parlamentar.

Amir Lando reconheceu que as empresas precisam constantemente de investimentos para melhoria na qualidade e nas linhas de transmissão, mas descorda do valor cobrado. O deputado lembrou que o governo federal possui programa social para atender comunidades e glebas distantes. “O ‘Luz para Todos’ precisa chegar no interior, para bairros distantes e locais que não têm energia. Não é aceitável que, em pleno século XXI, existam pessoas e famílias inteiras que vivem no escuro”, destacou o parlamentar.

A servidora pública do Estado, Regina Lisboa, escreveu em uma rede social que recebe mil reais mensais e gasta, em média, R$ 300,00. “Não adianta reclamar, [As empresas] Elas dizem que está tudo certo. O meu consumo é o básico de qualquer família”, registrou. Na mesma rede social, a moradora de Porto Velho, Zilene Barbosa, escreveu o absurdo da energia cobrada no Estado. “Acho uma pouca vergonha com duas usinas no estado e a energia muito cara”, desabafou.

Por fim, o Deputado Amir Lando disse que a Eletrobrás precisa reavaliar, com urgência, as tarifas cobradas. “Esse preço não é real e me parece superfaturado. É um preço que desatende os interesses da população”, finalizou.

Autor: Paulo Fernando

Foto: Divulgação

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO