Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

cassol 3O deputado estadual Maurão de Carvalho (PP-Andreazza) pode se preparar para disputar a reeleição ou uma vaga na Câmara Federal.

O senador Ivo Cassol (PP) e seu grupo decidiram confirmar a pré-candidatura da advogada Jaqueline Cassol (PR) ao Governo de Rondônia. “Mexeram com meus brios, agora a pré-candidatura de Jaqueline é irreversível”, disse o parlamentar ao referir-se a “sacanagem” do Governo da Cooperação no último concurso para ingresso nos quadros do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN).

No questionário, o Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultura e Assistencial Nacional (DECAN) perguntou qual político foi condenado e preso por fraude a licitação no Supremo Tribunal Federal. “Nunca fui preso. Tanto é que vou assistir a abertura da Copa do Mundo em São Paulo”, afirmou Cassol. Para ele, se o Governo queria falar de história, havia outras perguntas mais interessantes. “Por exemplo, qual governador e partido superfaturaram a merenda escolar? Pagaram e não entregaram? Quem desviou recursos do Beron? Quem vendeu a Ceron? Quem teve seu filho de criação preso no primeiro ano de mandato por desvio de remédios? E por fim, quem matou o senador Olavo Pires?”, desafiou o senador rondoniense.

Por enquanto, segundo ele, o PP e PR conversam com o PT e o PSB. A advogada Jaqueline Cassol é pré-candidato do grupo e as vagas de vice e ao Senado estão abertas para os futuros aliados. Com essa decisão, Maurão está fora do jogo e se quiser tem a vaga para a reeleição.

 

Texto: Rondoniagora

Foto: Divulgação

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO