dengue 728×90 – 2

amir2Preocupado com o crescente número de casos de pessoas que contraíram o vírus H1N1 no Estado, o Deputado Federal Amir Lando (PMDB-RO) remeteu um ofício ao Ministro da Saúde, Arthur Chioro, no qual solicita apoio do governo federal para ajudar na prevenção e no combate da influenza na região.

O parlamentar quer que o ministro envie, em caráter de urgência, equipes especializadas para dar suporte aos profissionais de Vilhena e dos demais municípios de Rondônia que possuem casos suspeitos e confirmados do vírus. “Apesar do trabalho de excelência e de todo esforço da Agência Estadual em Vigilância em Saúde de Rondônia (Agevisa) e da Secretaria de Estado da Saúde de Vilhena, é preciso que o governo federal também esteja presente, que envie reforço de vacinas, capacite os hospitais e unidades básicas de saúde e ajude as equipes que já estão aqui no combate do H1N1”, destacou.

Amir Lando quer também que o ministério monitore os casos suspeitos de Mato Grosso, principalmente na região do município de Comodoro. “Lá o número de pessoas é infinitamente maior do que os confirmados em Rondônia. É preciso que o governo federal ajude também o estado vizinho, através de vacinas e recursos para capacitar os hospitais e centros de saúde do estado vizinho”, explicou.

Apesar de não ter sessão deliberativa na semana que vem prevista na Câmara dos Deputados, Amir Lando quer se reunir com a bancada do Estado de Mato Grosso para discutir as ações e pressionar o ministério da saúde. “Não é aceitável que crianças, adolescentes, pessoas de bem fiquem sem atendimento. É preciso reunir as forças para combater a influenza, mesmo que seja necessária a nossa ida ao gabinete do ministro Arthur Chioro”, finalizou o deputado.

Texto: Assessoria

Foto: Divulgação

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO