dentro3O Tenente Ivan Cezar Vian, comandante da Polícia Militar no município de Cerejeiras, e o oficial que negociou o rendimento do assaltante Adaílio Neves Silva, que fez quatro pessoas de refém em um assalto que foi frustrado graças a ação rápida dos militares, conversou com a equipe de reportagem do Extra de Rondônia no final da tarde desta terça-feira, 21, e deu detalhes de como foi a operação.

Segundo ele, no momento em que a primeira viatura da PM chegou ao local, o comparsa de Adaílio, o vilhenense Wesley Rodrigues Soares, que estava do lado de fora da relojoaria se entregou voluntariamente. O segundo assaltante estava saindo da loja e quando percebeu a presença dos policiais retornou à empresa, fazendo, incialmente três funcionárias reféns. A quarta pessoa que ficou sob o poder de Adaílio foi a proprietária da empresa, que chegou logo em seguida.

Duas das vendedoras foram trancadas em um cômodo da relojoaria e a outra vítima foi utilizada como “escudo humano”, com uma pistola 9 mm apontada para sua cabeça. De acordo com relatos do tenente, o assaltante pediu inicialmente aos policiais a presença da imprensa, de um advogado, bem como do comandante da polícia no local. “Eu já havia sido informado da situação e estava a caminho. Assim que cheguei fui falar com ele”, relembrou o oficial da PM.

Ao iniciar a negociação de rendimento o tenente disse que tentou acalmar o assaltante a todo o momento. A conversa entre ambos levou cerca de 20 minutos, e o oficial militar conseguiu convencê-lo a retirar a arma da cabeça da vítima, pois poderia acontecer um acidente. “Ele colocou a pistola sob uma escrivaninha, e eu coloquei minha arma no coldre”, relembrou. O assaltante só liberou a vítima quando o representante da Polícia Militar lhe garantiu que sua vida seria preservada. “Ele não fez nenhuma exigência, exceto com relação à sua integridade física”, contou.

Assim que obteve a afirmativa do oficial o assaltante colocou as mãos contra a parede e a prisão foi efetivada. No momento em que os policiais saíram com Adaílio sentido a viatura uma multidão de pessoas se aglomerou em volta do veículo, como você pode conferir no vídeo veiculado em anexo a esta matéria. O Tenente Vian foi enfático ao dizer que o assaltante não sofreu nenhum tipo de agressão.

ASSALTO À LOTÉRICA

De acordo com o tenente da polícia, há vários indícios que ligam à autoria da tentativa de assalto à lotérica em Vilhena, no final da manhã desta segunda-feira, 20, com a dupla presa em Cerejeiras nesta terça. Entretanto não há nada de concreto que comprove o fato.

O modelo da motocicleta é compatível, o número de participantes em ambos os crimes é o mesmo, nos dois casos foram utilizadas pistolas, e a placa da motocicleta também foi coberta nas duas investidas para dificultar a identificação dos envolvidos.

RESULTADO DO ASALTO

Se os assaltantes tivessem conseguido sair da relojoaria teriam levado com eles 22 relógios, seis pares de brincos, quatro pingentes, cinco correntes de ouro, 10 pulseiras infantil de ouro, além de várias semi-joias e R$ 139 em dinheiro.

dentro-5

dentro-4

dentro-6

IMG-20141021-WA0003

dentro-2

 

Veja mais sobre o assunto através do link

http://www.extraderondonia.com.br/2014/10/21/cerejeiras-assaltantes-sao-presos-apos-tentar-roubar-relojoaria-e-fazer-refens/

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

Vídeo: Extra de Rondônia

 

sicoob credisul
vacina 728×90