reu2O julgamento de Maiques de Oliveira, 20 anos, acusado de tentar contra a vida de um jovem durante uma bebedeira após o show de Luan Santana, madrugada do dia 29 de maio, ocorreu nesta segunda-feira, 03, seis meses após o crime, em Vilhena.

Na ocasião do crime, Maiques havia saído do show e durante uma bebedeira se envolveu numa briga com o amigo, Willian Rosa, 21 anos. Segundo consta no inquérito policial, a vítima teria agredido Maiques com socos após o mesmo ter apanhado o carro emprestado e retornar sem os cigarros que foi comprar.

O acusado teria escapado das agressões e foi para casa, mas retornou em seguida com um colega menor de idade em sua moto. A vítima negou em juízo que sabia da existência da arma com o menor, que chegou atirando em Willian, alvejando com um disparo no tórax.

Julgado pela tentativa de homicídio, Maiques que já cumpriu parte da pena no regime fechado foi considerado culpado pelo júri popular, composto por quatro mulheres e dois homens. A sentença lida pela juíza Liliane Pegoraro Bilharva foi de quatro anos e quatro meses no regime semi-aberto.

A defesa foi representada pelo advogado César Stefanes e acusação pelo promotor Elício de Almeida.reu1

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

 

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO