aftosa
Reunião entre vereadores e prefeito aconteceu na tarde desta terça
Reunião entre vereadores e prefeito aconteceu na tarde desta terça

Após manifestação popular na manhã desta terça-feira, 4, na câmara de vereadores de Vilhena, os componentes dos poderes legislativo e executivo se reuniram na tarde desta terça com técnicos e representantes do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Vilhena para encontrar uma alternativa de reduzir os custos da taxa de resíduos sólidos, imposto que começou a ser cobrado pela autarquia já neste mês de novembro.

Os técnicos do SAAE conseguiram chegar a um consenso e o valor da taxa será reduzido já a partir do mês de dezembro, quando virá a segunda fatura. O preço que cada morador deverá pagar, antes era calculado sob o tamanho da área construída multiplicado pelo número de dias em que há coleta nos bairros. Por isso o alto preço da taxa.

O grupo decidiu que ao invés de cobrar pela quantidade de dias em que há coleta, o preço será estipulado por um, nos bairros, e por dois no Centro da cidade. Ou seja: como o caminhão do lixo passa todos os dias no Centro, o valor da taxa era estipulado pelo metro de área construída, vezes os cinco dias em que há coleta. Nos bairros, o caminhão passa duas vezes por semana, logo o valor é calculado sob a área construída e multiplicado por dois, equivalente à coleta.

A partir do mês que vem o valor será calculado por uma vez (independentemente da quantidade de dias em que o caminhão recolhe o lixo) nos bairros, e no Centro duas.

Em casas de 42m², o valor mínimo da taxa era de R$ 6,77. Com a mudança passará a ser de R$ 5,18. Residências de 70m², o valor era de R$ 9, 17; com a mudança passou a ser de R$ 7,59. Casas com 100m² custava R$ 11,75, e agora R$ 10, 16; e residências com 150m² tinham uma taxa de R$ 16, e com a redução o valor ficou estipulado em R$ 14, 46.

Nos setores de chácara ficou acordado que os moradores irão pagar a taxa mínima, que é de R$ 7, independente do número de vezes em que o caminhão de lixo passar. A isenção para aposentados, pensionistas, e deficientes físicos irá seguir os mesmos padrões estipulados no Imposto Predial, Territorial Urbano (IPTU). Eles terão que ir até o SAAE fazer um requerimento e solicitar a isenção. As instituições religiosas estão automaticamente isentas da cobrança, porém deverão solicitar o benefício junto ao SAAE. Terrenos baldios também estão isentos da cobrança da taxa de lixo. Os valores cobrados das empresas também serão reduzidos e calculados sob a nova fórmula.

O prefeito de Vilhena, Zé Rover (PP) participou da reunião e disse que a prefeitura irá arcar com o déficit que o SAAE terá com a redução dos valores do novo imposto. Para tanto anunciou que irá adquirir com recursos próprios caminhões de coleta de lixo novos, além da construção de poços artesianos.

Participaram da reunião os vereadores Junior Donadon (PMDB), Marta Moreira (PSC), José Garcia (DEM), Vanderlei Graebin (SDD), Marcos Cabeludo (SDD), Jairo Peixoto (PP), Carmozino Alves (SDD) e Maria José da Farmácia (PDT).

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

 

aftosa 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO