Pais e alunos foram comunicados que não haveria aula na instituição educativa
Pais e alunos foram comunicados que não haveria aula na instituição educativa

Um boato, desmentido por familiares, circula nas redes sociais. Trata-se da suposta morte da professora vilhenense Cleonice Batista de Jesus, que se envolveu em um grave acidente de automóvel na noite de 25 de setembro na BR-364, na região de Pimenta Bueno.

Conforme familiares, ela ainda sobrevive devido à ajuda de aparelhos na UTI do hospital regional de Cacoal. Entretanto, o caso gerou proporções e boatos constatam o falecimento da educadora.

Na noite desta quarta-feira, 5, a direção da escola Ângelo Mariano Donadon, onde Cleonice trabalhava, colocou uma faixa preta simbolizando luto. Pais e alunos foram comunicados que não haveria aula, até que na manhã desta quinta-feira, por volta das 06h45,  a direção recebeu um telefonema esclarecendo a suposta morte.

Nesse período, os alunos ficaram expostos ao sol e muitos optaram por retornarem a suas casas. A falta de informação verdadeira sobre o caso gerou transtornou a pais e alunos.

Entrevistado pelo Extra de Rondônia, o vice-diretor Juan Schlosser disse que a decisão de adiar as aulas na escola, da manhã desta quinta-feira, 6, aconteceu após comunicado da Secretaria Municipal de Educação (SEMED).  Ele só soube da real situação de saúde da professora Cleonice quando recebeu ligação de um familiar. Disse, ainda, que as aulas continuam normalmente.

Na sua página pessoal na rede social Facebook, Schlosser se desculpou pelo equívoco.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO