É a primeira vez que Félix Sóliz está em Vilhena
É a primeira vez que Félix Sóliz está em Vilhena

O cônsul do Perú, responsável pelos Estados de Acre e Rondônia, Félix Gérman Vásquez Sóliz, chegou na manhã desta quinta-feira, 20, em Vilhena, para realizar atendimentos através do “Consulado Itinerante”, que visa emitir  diversos documentos a membros do país andino.

A documentação atualizada é o primeiro passo para a naturalização, caso assim os peruanos residentes no Brasil desejarem.  “Com essa visita, queremos conhecer os peruanos que residem nesta cidade, saber quantos são e também ajudar a resolver questões de documentação”, disse o cônsul, em entrevista ao Extra de Rondônia.

Ricardo Vargas, funcionário do consulado peruano, disse que com a regularização da documentação, os peruanos podem ter acesso a serviços básicos como saúde, educação e também todos os diretos trabalhistas.

O casal Neli Chaves e Anastácio Rengifo Herrera, que já vivem em Vilhena há 14 anos, estavam aguardando o atendimento no consulado. “Queremos renovar nosso passaporte para poder dar entrada nos processos de naturalização brasileira, pois amamos essa terra”, disse Neli.

De acordo com Vargas, o atendimento do “Consulado Intinerante” encerra-se nesta sexta-feira, 21. O atendimento  acontece no Amazon Plazza Hotel, que fica localizado na Avenida Quintino Gomes, número 3741, próximo ao Boliche.

 Ricardo Vargas, funcionário do consulado peruano, disse que com a regularização da documentação, os peruanos podem ter acesso a serviços básicos como saúde, educação e também todos os diretos trabalhistas

Ricardo Vargas, funcionário do consulado peruano, disse que com a regularização da documentação, os peruanos podem ter acesso a serviços básicos como saúde, educação e também todos os diretos trabalhistas

 

peruanos  1

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO