974744_395989937214979_979802882_n
O pintor Fábio não resistiu aos graves ferimentos pelo corpo

O pintor Fábio Ramos, de 37 anos, faleceu na manhã desta sexta-feira, 21, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Vilhena. O incidente aconteceu por volta das 14h00 do dia 17 de Novembro.

Ele teve quase todo o corpo queimado após usar um produto inflamável na tentativa de matar uma aranha dentro de uma residência que estava pintando.

Segundo informações de familiares à reportagem do Extra de Rondônia, no local em que trabalhava no lado de fora da casa, Fábio teria observado a presença de uma enorme aranha.

Na tentativa de matar a aranha, o pintor utilizou um líquido dissolvente e com um pano ateou fogo. Fábio só não contava que o líquido teria caído em suas vestes, fazendo com que o fogo se estendesse por todo seu corpo.

O trabalhador ainda foi socorrido por populares até o bairro São José, quando uma ambulância do Corpo de Bombeiros finalizou o resgate da vítima ao Hospital Regional de Vilhena. O estado de saúde do pintor ainda transpirava esperanças de recuperação, porém, na manhã desta sexta-feira, ele não resistiu aos ferimentos e veio a falecer.

Fábio Ramos deixa esposa e três filhos. O velório de Fábio deverá acontecer na Capela Mortuária de Vilhena.

 

Fonte: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia/ Arquivo

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO