Dagoberto Moreira diz ao próprio Leandro que acredita na sua inocência
Dagoberto Moreira diz ao próprio Leandro que acredita na sua inocência

A equipe de reportagem do Extra de Rondônia recebeu na manhã desta segunda-feira, 8, um vídeo gravado através de um aparelho celular que registra uma conversa entre o comerciante, Leandro Pereira Cavichioli, 30 anos, preso na última quarta-feira, 3 de dezembro, sob a acusação de ser o mandante do crime que resultou na morte de dois pedreiros no dia 26 de novembro, no bairro Jardim Social, na casa do contador Dagoberto Moreira, e o dono do imóvel onde ocorreram as execuções.

O material foi encaminhado por pessoas ligadas a Leandro a todos os veículos de comunicação. O Extra de Rondônia foi até à Delegacia de Polícia Civil (DPC) e conversou com os investigadores do caso para saber mais detalhes a respeito do assunto. Segundo eles o mesmo vídeo fora inserido no processo investigatório e encaminhado ao Ministério Público (MP) para análise.

O que se sabe, até o momento, é que as imagens foram feitas após as execuções, e o próprio Dagoberto diz a Leandro que ele é inocente. A polícia, apesar de receber as imagens, acredita que o vídeo não tem valor suficiente para reverter as investigações, uma vez que pode ter sido manipulado, e Dagoberto aparece nas imagens visivelmente tenso. Os investigadores mantêm a versão de Elmo Costa Rodrigues, 19 anos, que assumiu a autoria dos homicídios. O pistoleiro que confessou participação no crime disse Leandro Pereira Cavichioli foi o mandante, e que pagaria a ele R$ 100 mil pelo serviço.

Clicando no link abaixo você poderá assistir toda a conversa.

NOTA DA REDAÇÃO: estamos com problemas técnicos para reproduzir o vídeo. Para assistir às imagens clique duas vezes na segunda janela do vídeo. O site irá direcioná-lo para o canal You Tube onde o material fora originalmente publicado.

https://www.youtube.com/watch?v=MAzyBZj4sJ8

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Reprodução

Vídeo: You Tube

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO