lucio-mosquini1Provar inocência e trabalhar para honrar os mais de 40 mil votos recebidos na última eleição. Essa é a afirmação do deputado federal eleito Lucio Mosquini (PMDB), após sair da cadeia na noite desta sexta-feira, 12, por decisão da ministra do Superior Tribunal de Justiça (STF), Maria Thereza de Assis Moura, que concedeu Habeas Corpus a todos os detidos pela Operação “Ludus”, no último dia 03.

Mosquini assegura que não havia qualquer motivo para sua detenção e garante é uma questão de honra esclarecer todos os fatos e prestar os devidos esclarecimentos à população. O deputado eleito enalteceu a decisão da ministra do STJ, em sua sensatez na análise do processo. “Não há motivos para prisões, no entanto, todos nós tivemos nossos nomes jogados na lama. Agora, poderemos nos explicar, mas sabemos que nunca será da mesma forma”, lamentou Mosquini.

Lucio Mosquini frisa que todos os questionamentos em torno das obras haviam sido esclarecidos ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), mesmo antes da deflagração da operação. Na condição de diretor do DER e do Departamento de Obras, Lucio Mosquini garante que pautou sua gestão na transparência e ações dentro da legalidade. “Quero que Deus me dê vida para provar minha inocência”, afirma.

 

Texto: Extra de Rondônia

Informações: Assessoria

Foto: Divulgação

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO