vitori-abrao-extra-de-rondonia-300x265O ex-prefeito de Vilhena, Vitório Abrão, criticou com veemência a entrega de imóveis públicos localizados ao lado da Câmara Municipal em toca de uma área, na zona rural, para construção de 300 casas populares.

A questão foi apreciada e aprovada pela maioria dos parlamentares durante sessão ordinária realizada na manhã desta terça-feira, 16. As vereadoras Maria José da Farmácia (PDT) e Valdete Savaris (PPS) foram contrárias ao projeto de lei.

O caso teve repercussão negativa na cidade e várias críticas de internautas “choveram” na seção destinada a comentários no Extra de Rondônia. Um deles, Vitório Abrão, alertou para o perigo da aprovação da Lei.

Segundo ele, boates e bares podem se instalar ao lado dos Poderes. “É uma esculhambação, tanto por parte dos vereadores que aprovaram, quanto para o poder executivo. Falta total de planejamento. Enterraram de vez o centro politico administrativo. Daqui a pouco vamos ter boates e bares ao lado dos poderes”, diz o ex-chefe do executivo.

Segundo Abrão, os imóveis públicos viraram área para negociatas baratas. “Vilhena era a única cidade de Rondônia que tinha um local para os órgãos de utilidade pública se instalarem e facilitar a vida dos seus cidadãos. Agora esse local virou área para negociatas baratas. Isso, como diz o Boris Casoy, é uma POUCA VERGONHA”, alfinetou.

Ainda, o ex-mandatário vilhenense denunciou a suposta venda de áreas pertencentes ao município. “O município tinha 7.000 hectares de área e venderam tudo, sem se preocupar com o futuro, e a maior parte dessa pouca vergonha é do poder Legislativo que aceita isso”, finalizou.

vitorio post

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO