00001A Polícia Federal (PF) de Ji-Paraná prendeu em flagrante um rapaz que armazenava em seu celular vídeos relacionados à pornografia infantil, incluindo um em que crianças, muito provavelmente menores que seis anos de idade, estavam fazendo sexo.

O monitoramento de transmissão do vídeo indicava que teria vindo do Nordeste do País para esse rapaz, residente em Ji-Paraná, que então, na noite de segunda-feira, acabou transmitindo a grupos de “WhatsApp”, a grande maioria formada por pessoas residentes em Ji-Paraná e Jaru.
Logo na terça-feira, houve a representação pela busca e apreensão na residência do rapaz, e a análise e decisão foi proferida no mesmo dia, pelo esforço do Ministério Público e do Poder Judiciário local, que analisaram o tema em sede de Plantão.

A PF alerta que armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente é crime cuja pena é de reclusão de 1 a 4 anos, mais multa (art. 241-B, do Estatuto da Criança e Adolescente); e que transmitir esse material também é crime, com pena de 3 a 6 anos, mais multa (art. 241-A, do Estatuto da Criança e Adolescente).

 

Fonte: Rondoniagora

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO