pf coloDois servidores da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), do município de Colorado do Oeste, foram afastados de suas funções pela diretoria geral da entidade.

O motivo é uma suspeita, que resultou em investigação da Polícia Federal (PF), em esquema de desvio de dinheiro feito através de créditos rurais, subsidiados pelo Banco do Brasil (BB)

O secretário executivo da Emater, em Rondônia, Luiz Gomes Furtado, confirmou ao Extra de Rondônia o afastamento dos servidores acusados, e disse que o caso fora repassado à Justiça do Trabalho, que irá analisar a situação. “Eles são servidores estáveis por participarem de direção de sindicato. Assim que a Emater ficou sabendo do caso tomou essa prevenção institucional”, explicou o chefe da entidade.

Luiz fez questão de ressaltar que até o momento nada foi comprovado, e que cabe à justiça investigar as acusações. Uma fonte da PF contou à equipe de reportagem desta página eletrônica que os dados sobre este caso não podem ser fornecidos para não atrapalhar as investigações.

O chefe da Emater em Rondônia afirmou, no entanto, que mesmo não sendo informado oficialmente sobre a investigação federal, todas as unidades da entidade no Cone Sul de Rondônia estão sendo monitoradas pela PF com o intuito de saber se a possível prática acontecia apenas em Colorado do Oeste, ou nos outros municípios da região.

Luiz Gomes Furtado disse que foi informado sobre o assunto a cerca de dez dias pela superintendência do BB. Em contato com o banco a equipe de reportagem desta página eletrônica fora informada pelo setor de comunicação que o BB não tem nada a dizer sobre o assunto.

Os nomes dos servidores afastados não foram divulgados pela Emater pelo fato de ainda serem suspeitos. Detalhes sobre o suposto esquema também não foram divulgados.

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Ilustrativa

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO