O contador Dagoberto Moreira foi encontrado morto na semana passada
O contador Dagoberto Moreira foi encontrado morto na semana passada

Em conversa com e equipe do Extra de Rondônia, efetivos da Polícia Civil do município de Vilhena confirmaram que a investigação acerca dos esquemas envolvendo servidores da Emater, com o Banco do Brasil, em desvio de dinheiro do PRONAF começaram através da equipe da Polícia Civil do Cone Sul.

O assunto foi divulgado com exclusividade por esta página eletrônica no início de janeiro. As pistas foram seguidas por conta de um derrame de cheques sem fundos espalhados pela cidade de Cerejeiras.

Ao pegarem a pessoa que estava emitindo o documento, os policiais descobriram que ele tinha conseguido um financiamento no Banco do Brasil, sem ter sequer nenhum tipo de bem como garantia.

Este homem que foi encontrado relatou que havia sido procurado por uma pessoa que lhe ofereceu dinheiro em troca do nome para o financiamento. As investigações ganharam corpo, e várias outras pessoas acabaram sendo identificadas, a maioria viciados, sem estrutura familiar, ou qualquer aporte, todos com financiamentos aprovados através do PRONAF.

A fonte do site, ligada à Polícia Civil relatou, ainda, que os servidores da EMATER de vários municípios do Cone sul, dentre eles Vilhena, Chupinguaia e Colorado do Oeste  foram identificados e imediatamente afastados. O caso só não foi concluído pela própria delegacia porque se trata de recursos federais, logo a jurisprudência é da Polícia Federal, e o caso foi encaminhado à PF.

O que mais chama a atenção nas declarações do efetivo da Polícia Civil são os suspeitos que estavam por trás do esquema. Segundo a fonte, o contador Dagoberto Moreira, de 42 anos, que foi encontrado morto na semana passada, estava sendo investigado como um dos principais articuladores do esquema.

Como as investigações não cabem mais à Polícia Civil, a fonte do Extra de Rondônia não soube detalhar mais a respeito do assunto, e o que se sabe é que ele era um dos principais investigados, e algumas pessoas presas e ouvidas pela Civil a respeito do assunto chegaram a mencioná-lo garantindo envolvimento no caso.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO