Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

 

q
Segundo o homem, sua esposa teria tentado agredir o adolescente com um facão

Adilson Caranhato, 32 anos, acusado de assassinar a própria esposa na zona rural de Vilhena, se entregou na Delegacia de Policia Civil na tarde desta terça-feira, 3, um dia após o crime. O homicídio aconteceu por volta das 18h30, no sitio rio Claro, número 162, gleba Iquê, setor Tenente Marques, há 48 km da cidade.

Em interrogatório, o homem na companhia do filho de 12 anos, confessou ter assassinado a mulher com um tiro de espingarda. Apesar da confissão, o acusado alega não ter tido qualquer intenção em tirar a vida da esposa, Andréia Lopes, 36 anos, que convivia há mais de seis anos. Ele disse que a mulher passou o dia ingerindo bebidas alcoólicas e que em determinado momento da tarde, começou a proferir palavras de baixo calão e tentar agredir o garoto, filho apenas do homem.

Durante a confusão, de acordo com o interrogado, a esposa se apossou de uma faca tipo “peixeira” e um facão, na sequência partiu para cima do adolescente. Ao ver a situação, o homem pegou uma arma e disparou dois tiros na direção da mulher. Um tiro acertou a região da face vindo a culminar o óbito.

Após cometer o crime, Adilson e seu filho se embrenharam no mato e por lá passaram a noite. Ao amanhecer, andaram por quase 20 quilômetros até a BR-174, onde pediram carona e chegaram à cidade.

Ainda segundo o acusado, seu filho estava em sua casa há poucos dias e Andréia sempre que bebia tentava o agredir. Ele confirmou que seu relacionamento estava sendo conturbado devido a várias discussões e até mesmo agressões.

Após ser ouvido pelo delegado, Adilson Caranhato foi liberado e deverá aguardar a decisão da justiça.

 

Saiba mais sobre o caso no link abaixo,

http://www.extraderondonia.com.br/2015/03/03/homem-mata-esposa-na-zona-rural-de-vilhena/

 

Fonte: Extra de Rondônia

Foto: Extra Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO