Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Estamos em guerra 468×60

 

O mestre de obras disse que estava com R$ 15 mil nas mãos, e o dinheiro seria utilizado para pagar os funcionários que estão prestando serviços na obra
O mestre de obras disse que estava com R$ 15 mil nas mãos, e o dinheiro seria utilizado para pagar os funcionários que estão prestando serviços na obra

Um assalto à mão armada aconteceu no final da tarde desta quinta-feira, 5, por volta das 17h:30min. Desta vez o alvo foi um mestre de obras que está trabalhando em uma construção no bairro Jardim Universitário, bairro que fica próximo ao campus da UNIR em Vilhena.

Uma viatura da Polícia Militar (PM) passou em alta velocidade pela Avenida Major Amarante, e desceu pela Marques Henrique. A velocidade, e o fato de os militares “furarem” o sinal chamou a atenção da equipe de reportagem do Extra de Rondônia que os seguiu até o local do crime.

O mestre de obras disse que estava com R$ 15 mil nas mãos, e o dinheiro seria utilizado para pagar os funcionários que estão prestando serviços na obra. “O sujeito chegou aqui, rendeu todo mundo, levou o dinheiro e foi embora”, disse à vítima à equipe de reportagem.

Os militares envolvidos na operação relataram que o assaltante pode ter sido o mesmo que levou R$ 800 da Casa do Marceneiro na hora do almoço, nesta mesma quinta-feira. A foto do suspeito foi mostrada para alguns pedreiros que o reconheceram imediatamente.

Há várias viaturas fazendo diligências pelas ruas da cidade em busca do criminoso.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO