Estamos em guerra governo 728×90  – ALE celular 300×250
Senador e ex-deputado acusados de participar de corrupção
Senador e ex-deputado acusados de participar de corrupção
Estamos em guerra 468×60

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, deferiu nesta sexta-feira, (6) 21 pedidos de abertura de inquérito feitos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, referentes a autoridades com prerrogativa de foro e outros possíveis envolvidos em investigação cujo foco principal são desvios de recursos da Petrobras.

Em todos os casos, o ministro revogou o sigilo na tramitação dos procedimentos, tornando públicos todos os documentos. A instauração de inquéritos foi considerada cabível porque há indícios de ilicitude e não foram verificadas, do ponto de vista jurídico, “situações inibidoras do desencadeamento da investigação”.

O senador Valdir Raupp (PMDB) e o ex-deputado federal Carlos Magno (PP), estão entre os 54 políticos supostamente envolvidos em esquema de corrupção.

Através de suas assessorias, Raupp e Magno negaram as acusações. “Ao tomar conhecimento da notícia, o Senador Valdir Raupp vem a público informar que aguarda com serenidade a divulgação dos motivos que levaram seu nome a figurar na referida lista. Com tranquilidade e respeito às leis, acompanhará às diligências, absolutamente seguro de que, ao final, as provas conduzirão à verdade dos fatos”, diz a assessoria do senador.

Já Carlos Magno afirmou que “nunca recebi quaisquer valores, seja em espécie e ou por outro meio que possa configurar ilegalidade e imoralidade. Nunca fui a Petrobrás, nunca fui a nenhum escritório de quem quer que seja e que tenha relação com o caso Lava Jato. Não conheço nenhuma das pessoas envolvidas neste caso. Quero tranquilizar minha família, meus amigos e meus correligionários de que tudo será esclarecido ainda quando convidado no curso do inquérito, e acredito que ao final será arquivado, ficando assim demonstrado, que seja por delação premiada, ou por gravações telefônicas e por quaisquer outro meio, não cometi quaisquer crime que possa desonrar o meu nome e daqueles que sempre confiaram na minha pessoa”.

>>> CONFIRA A LISTA DOS ENVOLVIDOS NO INQUÉRITO

** PP

– Senador Ciro Nogueira (PI)
– Senador Benedito de Lira (AL)
– Senador Gladson Cameli (AC)
– Deputado Aguinaldo Ribeiro (PB)
– Deputado Simão Sessim (RJ)
– Deputado Nelson Meurer (PR)
– Deputado Eduardo da Fonte (PE)
– Deputado Luiz Fernando Faria (MG)
– Deputado Arthur Lira (AL)
– Deputado Dilceu Sperafico (PR)
– Deputado Jeronimo Goergen (RS)
– Deputado Sandes Júnior (GO)
– Deputado Afonso Hamm (RS)
– Deputado Missionário José Olímpio (SP)
– Deputado Lázaro Botelho (TO)
– Deputado Luis Carlos Heinze (RS)
– Deputado Renato Molling (RS)
– Deputado Roberto Balestra (GO)
– Deputado Roberto Britto (BA)
– Deputado Waldir Maranhão (MA)
– Deputado José Otávio Germano (RS)
– Ex-deputado e ex-ministro Mario Negromonte (BA)
– Ex-deputado João Pizzolatti (SC)
– Ex-deputado Pedro Corrêa (PE)
– Ex-deputado Roberto Teixeira (PE)
– Ex-deputada Aline Corrêa (SP)
– Ex-deputado Carlos Magno (RO)
– Ex-deputado e vice governador João Leão (BA)
– Ex-deputado Luiz Argôlo (BA) (filiado ao Solidariedade desde 2013)
– Ex-deputado José Linhares (CE)
– Ex-deputado Pedro Henry (MT)
– Ex-deputado Vilson Covatti (RS)

** PMDB

– Senador Renan Calheiros (AL), presidente do Senado
– Senador Romero Jucá (RR)
– Senador Edison Lobão (MA)
– Senador Valdir Raupp (RO)
– Deputado Eduardo Cunha (RJ), presidente da Câmara
– Deputado Aníbal Gomes (CE)
– Ex-governadora Roseana Sarney (MA)

** PT

– Senadora Gleisi Hoffmann (PR)
– Senador Humberto Costa (PE)
– Senador Lindbergh Farias (RJ)
– Deputado José Mentor (SP)
– Deputado Vander Loubet (MS)
– Ex-deputado Cândido Vaccarezza (SP)

** PSDB
– Senador Antonio Anastasia (MG)

** PTB

– Senador Fernando Collor (AL)

** Operadores do esquema

– João Vaccari Neto, tesoureiro do PT
– Fernando Soares, o Fernando “Baiano”

Texto: Extra de Rondônia

Foto-montagem: Extra de Rondônia

estamos em guerra 728×90 2
covid 468×60

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO