dengue 728×90 – 2
Governador e o quarto turno
Governador e o quarto turno

Medicina

O curso de medicina que já está aprovado para Vilhena deverá ter seu desfecho em meados deste ano. Será quando o Ministério de Educação (MEC) deverá anunciar o vencedor da concorrência pública sob forma de licitação para a escolha da faculdade que irá aplicar o curso.

Só a UNESC

De olho nesse filão educacional as faculdades de medicinas do Estado se mobilizaram para concorrer, para isso tiveram que se cadastrar junto ao MEC visando à licitação. Mas, algumas instituições sequer conseguiram o cadastro. Segundo fontes, a FIMCA, de Porto Velho e a FACIMED de Cacoal tiveram seus pedidos de cadastros rejeitados pelo MEC por conta de seus históricos de desempenho. A única de Rondônia que teria seu cadastro aprovado seria a UNESC, também de Cacoal. A faculdade já tem seu campus em Vilhena no Residencial Orleans. A FIMCA está provisoriamente instalada na sede do antigo Anglo.

FIMCA fica?

Resta saber agora se a direção da FIMCA terá interesse em permanecer em Vilhena caso a informação de que ela está fora da disputa do curso de medicina em Vilhena se confirme como asseguraram fontes a esta coluna. A incorporadora do bairro Cidade Verde, localizado na saída para Juina, destinou uma área onde a FIMCA se comprometeu a construir o seu Campus. E por conta disso em poucos dias vendeu todos os lotes do bairro e anunciaram mais dois que serão lançados em breve nas imediações. Caso a UNESC vença a licitação, que deverá ter concorrentes de outros estados, ela já tem seu Campus. A informação é de que, mesmo sem ter a garantia do curso de medicina, a FIMCA vai construir seu Campus na área destinada, já que oferece outros cursos superiores. É esperar prá ver.

Quarto Turno

O governador escreveu em seu blog que está enfrentando o quarto turno das eleições, uma referência aos dois turnos que venceu, a derrota no processo de cassação e agora com a impetração de recursos no TSE. E é melhor ele se preparar para mais turnos. Caso consiga se manter no cargo ainda terá que enfrentar mais três ações que correm contra ele pedindo sua cassação e do vice Daniel Pereira. Uma delas provocada pelo próprio Daniel que teria pressionado em público servidores comissionados a entrar na campanha da reeleição.

Poeta

Aliás, uma das grandes contribuições que o vice Daniel Pereira poderia dar a Confúcio e falar menos para complicar menos. Parafraseando Romário, ele calado seria um poeta. Foi por conta de dizer em público que comissionado do governo que não assumisse a campanha deveria ser demitido que provocou um dos processos de cassação que Confúcio vai enfrentar se conseguir se manter no cargo. Trata com desdém e suspeição as ações na Justiça e as decisões judiciais. Ao se referir à cassação do seu diploma de vice e o do governador ele se saiu com uma pérola, dizendo que quem tem um bom marqueteiro, um bom contador e uma boa banca jurídica se dá bem, acrescentando que eles têm.

Provocação

Com depoimentos como esse Pereira só consegue provocar ainda mais os membros do Judiciário e não confirma a sua tese de que com os elementos citados se dariam bem, uma vez que não se deram. A banca jurídica não conseguiu provar aos juízes do TRE que distribuir alimentos em convenção não é crime eleitoral. O contador não conseguiu sequer prestar contas da comilança na convenção. E o bom marqueteiro não conseguiu vender a imagem de que as guloseimas distribuídas na convenção era apenas uma festinha de aniversário.

Justiça

Alguns órgãos de comunicação haviam noticiado que o deputado federal Marcos Rogério (PDT) teria recebido recursos da Lava Jato para a sua campanha, o que não se confirmou. Pelo menos não vi o nome do deputado na lista dos investigados pela Justiça.

Arremate

A lógica para se analisar o processo de cassação do mandato do governador Confúcio Moura (PMDB). Se houve abuso na convenção para a escolha dos candidatos e a formalização da coligação, imagina no decorrer do pleito. E como houve, tem mais ações no escaninho da Justiça. É o inferno astral do governador.

 

Texto: Vitor Paniágua

Foto: Divulgação

dengue 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO