covid19 – 728×90-2

 

002A Polícia Militar prendeu na manhã desta quinta-feira, 19, por volta das 08h00, dois dos três suspeitos de terem participação em um assalto a um viveiro de mudas no município de Ouro Preto do Oeste.

Durante a ação, um deles baleou o empresário José Matias de Oliveira, 62, com um tiro no rosto. O crime ocorreu no viveiro de mudas Só Mudas, localizado às margens da BR-364, próximo à RO-470, sentido município de Jaru.

Foram presos Thiales dos Santos Queiroz, 24, suspeito de ter sido o autor do disparo que atingiu a vítima e Jonas Vinícios de Oliveira Lima, 18. Este, segundo seu próprio comparsa, teria repassado informações da rotina da vítima e do local, uma vez que ele já trabalhou no viveiro. Um terceiro suspeito, conhecido pela alcunha de Sása, conseguiu empreender fuga.

De acordo com o que consta no boletim policial, Thiales e Sása chegaram armados com revólveres ao viveiro em uma motocicleta da marca Honda, modelo CG Titan 125 e, ao serem atendidos pela filha da vítima, anunciaram o roubo, momento em que Sása entrou na residência e a obrigou a desligar o sistema de monitoramento de câmeras.

O segundo meliante ficou do lado de fora dando cobertura, no momento em que a vítima retornava da cidade, sendo ela surpreendida por Thiales que teria efetuado diversos disparos em sua direção, atingindo-o no rosto. Após os tiros, a dupla evadiu-se do local, sendo que Sása empreendeu fuga pelo fundo da propriedade e Thiales fugiu pela BR-364.

A Polícia Militar foi acionada e, durante o deslocamento, deparou-se com Thiales, que seguia às margens da BR-364, no sentido Ouro Preto do Oeste. Ao ser abordado, demonstrou nervosismo, sendo ele levado ao local do assalto e, de imediato, reconhecido pela filha da vítima.

Jonas foi localizado próximo ao viveiro e detido após Thiales ter relatado aos policiais que o mesmo teria repassado informações que os auxiliaram na prática daquele roubo. As armas não foram localizadas.

José Matias de Oliveira foi levado ao Hospital Municipal por uma equipe do Corpo de Bombeiros e, em seguida, a uma unidade de saúde do município de Ji-Paraná para que o projétil que ficou alojado em seu maxilar pudesse ser retirado. Segundo os médicos, a vítima não corre risco de morte.

001

003

Fonte e Fotos: Gazeta Central

sicoob credisul
covid19 – 728×90-1

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO