742015-160411-tre_roO juiz Dimis da Costa Braga anunciou nesta terça-feira que somente na próxima quinta-feira serão julgados os embargos de declaração apresentados pelas defesas do governador Confúcio Moura (PMDB) e da Coligação que representa o ex-senador Expedito Júnior, na Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), julgada procedente e que cassou no TRE os diplomas do governante rondoniense e de seu vice, Daniel Pereira.
Dimis não quis adiantar nada sobre seu parecer, mas esclareceu que comunicou ao TRE sobre a apresentação na próxima quinta-feira.

Confúcio e Daniel Pereira tiveram os diplomas cassados por 4 votos a 3 há cerca de um mês. Segundo as denúncias, houve farta distribuição de comida durante a convenção do PMDB realizada em junho passado, o que configurou abuso do poder econômico. A votação foi apertada: 4 a 3.

O advogado de Expedito Júnior (PSDB), que vive a expectativa de assumir o Governo, Diego Vasconcelos, não conseguiu esconder a frustração pelo adiamento do julgamento que só entrarão na pauta de quinta-feira no TRE, segundo o juiz federal Dimis da Costa Braga, relator do recurso.

O magistrado informou que os recursos apresentados pela defesa do governador só não foram julgados porque o Ministério Público Eleitoral, entregou na última hora, o parecer sobre os argumentos da defesa. “Quinta feira haverá novidade neste processo”, garantiu o juiz federal.

O Ministério Público se manifestou contrário aos embargos da defesa do governador e do vice.

 

Texto: Rondoniagora

Foto: Divulgação

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO