covid19 – 728×90-2

UBEROcaso

O governo da presidente Dilma vive mesmo o ocaso. Basta dizer que nem o pemedebista Eliseu Padilha aceitou ser o articulador político do governo no Congresso Nacional. E para um pemedebista recusar Ministério é porque a coisa tá feia.

Policiais Militares

O PT conseguiu emplacar um destaque na MP 660/14 e retirou do projeto de lei o artigo que estendia para os policiais militares do ex-território de Rondônia, Amapá e Roraima os mesmos salários recebidos pelos policiais do Distrito Federal.  É o partido que defende os trabalhadores. Por certo para eles policiais militares não são trabalhadores.

Inimigo dos taxistas

As coisas não andam maravilhas para os taxistas, mas sempre tem espaço para piorar. Já funciona no Rio e em São Paulo um aplicativo que pode estender para o resto do país.  O Uber foi lançado há cinco anos nos Estados Unidos – é um aplicativo de carona paga. Ele coloca os passageiros em contato com motoristas profissionais que cobram por trecho rodado. O passageiro se cadastra e passa o número do seu cartão de crédito ou de uma conta Paypal. Em seguida dá o endereço e solicita o carro. Os veículos em geral são de luxos. Já houve protestos no mundo inteiro contra o aplicativo. Também já ocorreram manifestações em São Paulo e no Rio de Janeiro. Como o aplicativo ainda é novidade no país ainda não se mediu o impacto na lucratividade dos taxistas profissionais.  Mas calcula-se que no exterior a queda na receita dos taxistas foi de 40 por cento. Quem usou o serviço diz que é mais cômodo, principalmente pela agilidade de atendimento e pela facilidade de pagamento. Quem aderiu como motorista profissional alega que o corporativismo impede que novas licenças para taxistas sejam liberadas pelas prefeituras. Ainda vai dar muita conversa.

Tarifaço

Para bancar os excessos de gastos do governo, a roubalheira e a má gestão, o governo federal implantou o sistema de tarifas nas contas de energia elétrica. Funciona assim: Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo; Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,025 para cada quilowatt-hora (kWh) consumido; Bandeira vermelha: condições mais custosas de geração. A tarifa sobre acréscimo de R$ 0,055 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

Abril vermelho

O novo golpe no bolso do contribuinte já havia sido testado em 2013 e 2014 sem que o governo desse muita publicidade ao assunto. Ano eleitoral sabe como é né. Esta semana um empresário do ramo de alimentos em Vilhena me disse que pagou uma tarifa de mais de R$ 300,00, além do valor do consumo de seu comércio. O fornecimento da energia para Rondônia é gerado pelo sistema Eletrobrás. Os três primeiros meses do ano todas as regiões do país operaram no vermelho, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). E abril segue o mesmo destino.

Autossuficiente

Embora Rondônia seja autossuficiente em energia com a construção das usinas no Madeira o custo da produção em todo o país é dividido com todos os estados federados. Por conta da interligação do sistema. O governo estuda agora elevar o valor arrecadado por meio do sistema de bandeiras tarifárias. Os novos valores das bandeiras ainda não foram definidos – isso depende de quais custos o governo pretende cobrir com a receita. A expectativa, porém, é que sofram aumento entre 30% e 40%.  Para bancar os custos do sistema no ano passado o governo federal tomou empréstimo de 17,8 bilhões de reais. Para o governo parece que quanto pior melhor (para o contribuinte).  Alheia a tudo isso a presidente Dilma fez um agrado ao camarada boliviano Evo Morales lhe presenteando com uma termométrica de Rondônia ao custo de 60 milhões de reais. Patrimônio do povo brasileiro.

Aumento e inflação

Em 12 meses a energia elétrica teve um aumento de 60,42 por cento. Nesse mesmo período a inflação foi de 8,13, a maior desde 2003.

PEC dos apóstolos

Alguns deputados federais membros da bancada evangélica estão propondo uma mudança na Constituição. O texto constitucional e esse: “Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.” Desde 1988, é isso que se lê no parágrafo único do artigo 1º da Constituição Federal Brasileira. O projeto propõe mudar o parágrafo único, passando a ser reescrito assim: “Todo o poder emana de Deus, que o exerce de forma direta e também por meio do povo e de seus representantes eleitos, nos termos desta Constituição”.  Embora tenhamos uma pátria eminentemente cristã, é necessário respeitar a crença alheia. A tolerância faz parte da base de fé cristã por isso a Constituição é laica.

Piorando

Se a coisa já andava ruim para o governador Confúcio Moura, tem tudo para piorar. Deve entrar em pauta ainda este mês mais uma ação, esta do Ministério Público, pedindo a cassação do mandato do governador e seu vice Daniel Pereira por abuso de poder político e econômico. Além de voltar à pauta a distribuição de alimentos na convenção do PMDB, agora outras acusações fazem parte dos autos. Como a obrigatoriedade de servidores comissionados comprarem convites para um jantar de arrecadação para a campanha, e o uso da logomarca do governo em um caminhão do Hospital do Câncer, estrategicamente estacionado durante a campanha em frente à unidade de saúde. Inferno é pouco.

Arremate

E ainda tem aquela em que o vice Daniel Pereira diz que comissionados que não fossem para a rua pedir votos deveriam ser exonerados. Depois pediu ao governador para implantar o horário corrido para justamente os servidores terem a tarde livre para pedir votos. Tudo devidamente gravado, segundo a denúncia. Haja advogados e força política para reverter tantas coisas. Com tanta indefinição é difícil governar bem.

 

Texto: Vitor Paniágua

Foto: Ilustrativa

sicoob credisul
covid19 – 728×90-1

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO