Chefe do setor de vistorias fiscalizando o coletivo
Chefe do setor de vistorias fiscalizando o coletivo

Gustavo Ozeika, chefe da seção de vistoria do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN), em Vilhena, disse em entrevista ao Extra de Rondônia que a pasta já havia mandado, ao Ministério Público (MP), comunicado referente à obrigatoriedade de realização de vistoria semestral em veículos de condução coletiva escolar, – (capitulo XIII, artigo 136 a 139 da Lei 9.503 de 23.09.1997).

Com isso, o MP em contato com o Chefe do Departamento de Vistorias, informou que ficou marcado com a CIRETRAN que nos dias 09, 16, 23 e 30 deste abril, a partir das 07h30, vistoria da frota dos ônibus públicos e particulares que realizam o transporte escolar em Vilhena.

Para não tumultuar o trabalho no pátio do DETRAN, foi acordado que seriam vistoriados, por dia, cinco veículos de cada empresa.

Segundo Gustavo, irregularidades foram encontradas nos veículos, tais como, bancos rasgados e soltos, cintos de segurança que não funcionam, ou a falta deles, parte elétrica como, luz alta, luz baixa, meia luz, pisca-pisca, luz de ré, luz da placa, luz interna, pneus carecas, bancos em excesso e cumprimento do chassi.

Os veículos reprovados, só serão liberados para o transporte após sanarem todas as irregularidades. E terão que ter a autorização fixada na parte interna do veículo em local visível.

A vistoria é valida por seis meses. Porém, se houver denúncia que as empresas estão usando ônibus no transporte de alunos sem a autorização do DETRAN, será feita apreensão do veículo.

Ainda, de acordo com o chefe do setor de vistorias, todas as Vans escolares que transportam estudantes em Vilhena, também terão que passar pelo procedimento. E alerta aos proprietários que se forem pegos sem a autorização de vistoria ou houver denúncia, os veículos serão recolhidos.

001

005

002

004

003

006

 

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO