ver cacoalO Ministério Público de Rondônia e a Polícia Civil, por meio da Operação “Detalhe”, prenderam, nesta sexta-feira, sete dos 12 vereadores que integram a Câmara Municipal de Cacoal.

Todos são acusados de corrupção envolvendo uma organização criminosa que atuava na Prefeitura e no Legislativo Municipal.

Maria Ivani Araújo, secretária-chefe de gabinete do prefeito Padre Franco Vialleto (PT), também foi presa acusada de ser uma das operadoras da organização.

Foram presos os vereadores Paty paulista (PTB), presidente da Câmara; Donizete Souza da Silva (PTB), Toninho da Emater (PTN), César Condack (PSDC), Valdomirto Corá (PV), Valter Pires  (PT)  e Pedro Antônio Ferrazin ( PP).

A organização teria se beneficiado em esquema de distribuição de terrenos públicos, desvios de recursos da construção de unidade de saúde, entre outros atos de corrupção descobertos pelo Ministério Público.

A Operação foi batizada de Detalhe porque, em conversas telefônicas interceptadas pela polícia com autorização judicial, a chefe de gabinete do prefeito Padre Franco se referia ao povo de Cacoal como “mero detalhe”.

 

Texto: Extra de Rondônia

Informações e Foto: Tudo Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO