havan-2-2-300x2401Imagem

Nesses dias que antecedem o Dias das Mães uma profusão interminável de peças publicitárias são veiculadas nas mídias vendendo todo tipo de produto.  As atrizes que fazem o papel de mãe são lindas, joviais, esvoaçantes, com filhos igualmente lindos. As mães negras e velhas não tem espaço. Não é a data, uma das mais especiais do calendário, que ajuda a vender. É a imagem de uma mãe perfeita e feliz que seduz os olhos. No liberalismo econômico a imagem é tudo, as pessoas estão em outro plano.

Sorrir

O governador Confúcio Moura voltou a sorrir. Está feliz. Voltou a brincar em seus discursos. Era voltou a sorrir em Vilhena esta semana. Desceu do prédio da Coordenadoria de Ensino, onde fez troças com servidores e foi dar um abraço apertado no Zóio, da banca do Zóio, a boca maldita da cidade. Brincou com os produtores rurais na entrega de títulos de terra. No lançamento da Rural Show disse que Vilhena o renovava. Deve ser verdadeiro. Mas, nada deve tê-lo feito mais feliz e renovado do que ter se livrado de mais um pedido de cassação que o Ministério Público Eleitoral protocolara contra ele. Foi um bálsamo sobre a ferida. Agora ele poderá governar sem sobressaltos, longe da sombra da cassação. E sorrindo feliz.

Viúvas

Restaram às viúvas de Expedito Júnior os lenços. Se alguém tinha lá alguma esperança de que Confúcio seria cassado abrindo caminho para o ex-senador assumir o governo, melhor esperar sentado. O TRE colocou a última pá de cal sobre as esperanças. A expectativa sobre a ação penal do Ministério Público era grande. Afinal ela vinha recheada de denúncias. Distribuição de comida na convenção do PMDB. Coação de servidores durante a campanha. Slogan do governo em ônibus do Hospital do Câncer. Tudo caiu por terra por falta de robustez das provas. O caso da distribuição de comida havia cassado o registro de Confúcio e Daniel Pereira. O TSE, porém, não deu grande importância ao assunto, tanto que deu liminar para Confúcio continuar governando até que o mérito seja julgado na corte. Mas, a leitura da própria liminar indica que o resultado tem tudo para ser de absolvição. Ou seja: parte da imprensa e a torcida organizada de Expedito podem enrolar a bandeira. O jogo acabou.

Porém…

Os resquícios da podridão que se tornou o DER na direção anterior ainda fede. Uma servidora nomeada no órgão dá expediente na Bolívia onde estuda medicina. Ela é de Jaru, cidade onde mora o deputado federal Lúcio Mosquini, ex-diretor do DER. A assepsia no órgão precisa ser aprofundada.

Atraente

Vilhena sempre foi uma cidade atraente do ponto de vista econômico. Muitos que não a conhecem se perguntam do que a cidade sobrevive, já que tem poucas indústrias de transformação.  A resposta demanda de uma reflexão maior, mas, abreviando, e para ficar em um só item da resposta, de sua posição estratégica. Isso a fará cada dia maior e mais atraente. Lojas de departamento como a Havan, que se instala em breve, e a Lojas Americanas, que já está aí, não movimentam grandes somas de recursos para se implantarem numa cidade antes de um meticuloso e profundo estudo econômico e social. Virão outras em breve, como já se anuncia a Carrefour.

Havan

Nos últimos dias a Havan tem sido o centro das discussões na cidade. Primeiro foi o terreno, que a empesa adquiriu, com uma rua no meio, que alias, fazia parte do terreno, mas como havia sido repassada para a prefeitura tempos atrás, teve que ser desafetada para passar a integrar a área total. Agora é a isenção de impostos por dez anos que a prefeitura dará no IPTU e Alvará que gera controvérsias. Chiadeira por parte de alguns. É preciso voltar ao tempo e lembrar que discussões como essas já fizeram Vilhena perder empresas de razoável porte. Falta de parceria e desinteresse de prefeitos fizeram indústrias migrarem para municípios vizinhos. Decisões acertadas do poder municipal, entretanto, conseguiram garantir outras grandes empresas como a Friboi e as fábricas da Gazin, que também gozaram de algum benefício do poder público.

Miopia

Estão hoje aí, consolidadas, grandes empregadoras de mão de obra na cidade e gerando divisas ao município. É miopia ir contra a parceria da prefeitura com essas grandes empresas. A Havan não será responsável somente pela geração de em média, 200 empregos diretos. O que por si só já valeria a pena, uma vez que esses empregados consomem, se vestem, se divertem. Desempregados contribuem menos com o município em termo de arrecadação. A Havan, como outras, fomenta a economia regional. Retomo àquele questionamento sobre do que vive Vilhena. E a resposta: de sua posição estratégica. Comerciantes de municípios adjacentes abastecem seus comércios das grandes distribuidoras, atacadões e lojas de departamentos em todo o país. Em Vilhena não será diferente. Isso já acontece com as Lojas Americanas, ocorrerá com outras. Quando comerciantes vem a Vilhena fazer comprar gastam mais do que com os produtos adquiridos. O próprio pequeno comércio local instalado na periferia utiliza da mesma estratégia comercial. Discutir se é possível à prefeitura encontrar alguma maneira de privilegiar as empresas locais, pequenas, médias ou grandes, com alguma espécie de incentivo é outro assunto que poderia ficar a cargo da equipe econômica da prefeitura e órgãos como Associação Comercial e Dirigentes Lojistas. Ir contra o incentivo do município às grandes corporações só porque elas são fortes economicamente é, economicamente, não enxergar um palmo na frente do nariz e, politicamente, um bairrismo provinciano tolo.

Arremate

As duas mais bonitas e conservadas rodoviárias de Rondônia são a de Vilhena e a de Ji Paraná. Numa decisão que à época gerou discussões, como essa da Havan, as prefeituras de ambos os municípios passaram-nas para a administração privada. Nos boxes onde antes abrigavam botecos hoje existem lojas, restaurantes e lanchonetes limpos e asseados. O que não acontece, por exemplo, com as rodoviárias de Porto Velho e Ariquemes, verdadeiros antros sob a administração pública.

 

Texto:   Vitor Paniágua

Foto: Divulgação

 

 

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO