covid19 – 728×90-2

Martelo-JustiçaA justiça manteve pedido de prisão de um contador, do município de Colorado do Oeste, acusado de crime de corrupção passiva.

O mesmo é acusado de cobrar propina a empresários como forma de amenizar a fiscalização e multas tributárias. A decisão saiu no site do TJ e apenas iniciais do acusado foram divulgadas.

Identificado pelas iniciais D. G. B, o contador, que está foragido, teve a prisão preventiva decretada no dia 17 de maio passado em função de investigações que levaram ao conhecimento de fortes indícios de materialidade e autoria do crime.

Conforme a justiça, a prisão preventiva foi necessária como forma de garantia da ordem pública, já que, solto, poder poderá extorquir outros empresários, bem como para garantir a aplicação da lei penal e eventual instrução criminal.

A defesa do contador recorreu e apresentou pedido de revogação do mandado de prisão, o qual foi indeferido, “tendo em vista não haver nenhuma alteração fática que a ensejou”, diz um trecho da decisão judicial.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Ilustrativa

sicoob credisul
covid19 – 728×90-1

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO