covid19 – 728×90-2

assalo12222O aumento significativo de registros de assaltos na cidade de Vilhena tem chamado atenção de autoridades da Segurança Pública chegando a levá-los discutir ações que podem frear as ações criminosas no município. Os números demonstram uma estrondosa expansão em 250% em relação ao mês de abril.

Segundo fontes da Policia Civil repassadas ao Extra de Rondônia, neste mês de maio, 20 assaltos a comércios foram registrados, 10 apenas no centro. Os números se dividem entre os bairros Cristo Rei, Jardim Eldorado e Jardim Primavera. Entre roubos a estabelecimentos comerciais e transeuntes (pedestres), foram 42 registros no total. Em abril, 8 assaltos à empresas e 29 a transeuntes foram registrados na Delegacia de Policia Civil.

Os roubos a pedestres ou transeuntes possuem suas próprias características. A maioria dos criminosos são usuários de drogas e que agem para sustentar seus vícios. Eles usam de ameaças e armas brancas para subtrair algo de valor das vítimas. Apesar dos números serem assustadores, esse tipo de ação criminosa registrados em Vilhena ainda é menor quando comparado com cidades vizinhas, por exemplo, Cacoal e Ji-Paraná.

Já os assaltos a comércios, sempre a mão armada e todas as vezes com as mesmas características, até parecem ser cometidos pelos mesmos bandidos, contudo, só parece. O delegado regional, Dr. Fábio Campos, confirmou que as investigações apontam que existe um esquema organizado. Um grupo de criminosos estaria agindo em regime extremamente organizado. “Eles não agem aleatoriamente ou por impulso, ao contrário, tudo leva a crer que eles estudam o próximo comércio que será o alvo”, delatou Campos.

O que também chama atenção dos investigadores é a rapidez dos bandidos em suas ações. Eles levam a média de 1 minuto e 30 segundos em cada investida, isto acaba dificultando a prisão em flagrante dos marginais.

A situação caótica que passa a segurança da cidade levaram as policias Civil e Militar, além do Ministério Público, a se reunirem com o objetivo de fazer levantamentos sobre estatísticas e em cima delas traçar estratégias para combater a ação do crime organizado em Vilhena.

Em conversa com a reportagem desta página eletrônica, o comandante do 3º Batalhão da Policia Militar, Coronel Darci Hrycynra, afirmou que a reunião foi frutífera. Segundo ele, é inadmissível que os bandidos pensem que pode fazer o que querem em nossa cidade. “Ações estão sendo adotadas, em breve a população terá a resposta que tanto aguarda”, enfatizou o comandante.

Ainda de acordo com o Coronel, duas guarnições do GOE (Grupamento de Operações Especiais) da cidade de Cacoal deverão chegar à Vilhena nos próximos dias. Além disso, o expediente no BPM foi modificado e o número de policiais nas ruas está maior. “O nosso objetivo com essas ações é rápida resposta ao solicitante”.

Um problema enfrentado pelos policiais que realizam trabalhos ostensivos e até mesmo de investigação, é a divulgação em redes sociais como o WhatsApp das ações da PM. Nos últimos dias, policiais tem intensificado blitz no centro da cidade na tentativa de capturar algum suspeito, contudo, pessoas repassam informações desencontradas nas redes sociais, dificultando assim o trabalho dos agentes da segurança.

Ao fim da reunião, que aconteceu na segunda-feira, 25, também ficou decidido a troca de informações entre os policiais da SEVIC (Serviço de Investigação e Captura da PC) e N.I. (Núcleo de Inteligência da PM), o que já acontecia, porém, deverá ocorrer com maior frequência a partir de agora.

policia trabalha

assalo12222

Autor: Eliezer Gouveia

Fotos: Eliezer Gouveia

sicoob credisul
covid19 – 728×90-1

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO