vitorinoO ex-adjunto da Casa Civil de Rondônia e ex-prefeito de Mirante da Serra, Vitorino Cherque, foi preso na manhã desta terça-feira durante execução de mandados pela Polícia Federal durante a OPERAÇÃO CERBERUS, que tem tenta desarticular esquema de desvio de verbas públicas, fraude em licitações e lavagem de dinheiro que movimentou quase R$ 20 milhões na cidade.

Cherque foi preso em casa. Ele renunciou ao segundo mandato no Município em abril do ano passado para concorrer à Assembleia Legislativa, mas obteve apenas 4517 votos.

Segundo a PF e a CGU, funcionários da Prefeitura de Mirante da Serra realizavam transferências indevidas de contas públicas municipais para contas particulares de empresas próprias. Estima-se que o desvio tenha alcançado uma média mensal de R$ 320 mil, totalizando R$ 18 milhões entre 2011 e 2015, enquanto a arrecadação total da prefeitura é por volta de R$ 20 milhões de reais. Os recursos desviados eram, sobretudo, de áreas de educação, saúde e combate à fome.
Cerca de 160 servidores, entre policiais federais e auditores da CGU participam da Operação. Serão cumpridos 63 mandados judiciais, sendo 17 de prisão, seis de condução coercitiva e quarenta de busca e apreensão nas cidades de Mirante da Serra (RO), Nova União (RO), Ouro Preto do Oeste (RO), Cacoal (RO), Rolim de Moura (RO), Ji-Paraná (RO) e Curitiba (PR).

Autor: com informação de Rondoniagora

Foto: Divulgação

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO