covid19 – 728×90-2
Senador ao lado do governador do Mato Grosso e o prefeito de Vilhena
Senador ao lado do governador do Mato Grosso e o prefeito de Vilhena

O senador da República, Acir Gurgacz (PDT), esteve em Vilhena nesta segunda-feira, 8, acompanhando uma comitiva e o embaixador da China, Li Jinzhang.

Os chineses estiveram na “Cidade Clima da Amazônia” para conhecer o potencial do município, que faz parte da rota da ferrovia transcontinental que passa por seis estados brasileiros e vai ligar os oceanos Atlântico e Pacífico, entre o Brasil e Peru.

No Hotel Vizon, onde a comitiva foi recepcionada, os líderes políticos rondonienses  – além de Acir, pelo prefeito Zé Rover, o presidente da Câmara, Junior Donadon, o governador do Mato Grosso Pedro Taque, e a deputada estadual Rosangela Donadon – concederam entrevista coletiva à imprensa.

O embaixador da China, Li Jinzhang, não participou, porque – segundo Acir Gurgacz – “ele estava cansado e, além disso, não estava agendada dentro de sua programação”. Pedro Taques, governador do Mato Grosso, também acompanhou a caravana.

Ao discursar, Acir Gurgacz elogiou a união entre China, Brasil e Peru na realização de um projeto que já dura 200 anos. “Agora podemos dizer que, de fato, a ferrovia vai sair do papel. A China precisa os produtos que o Brasil produz, e vice-versa”, disse o senador.

Nesta terça-feira, 9, a expedição chinesa segue para o Estado do Mato Grosso e a primeira parada será na cidade de Comodoro, há 90 quilômetros de Vilhena. De lá segue para a capital, Cuiabá.

Empresários chineses estão na “Cidade Clima da Amazônia” para conhecer o potencial do município
Ao todo, 23 empresários chineses estão na “Cidade Clima da Amazônia” para conhecer o potencial do município

 

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

sicoob credisul
covid19 – 728×90-1

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO