jesusO que se fala á boca miúda desde a semana passada acerca da condenação a 76 anos de prisão para os ex-secretários municipais Gustavo Valmórbida e Luís Serafim foi dito em alto e bom som na manhã dessa terça-feira. “Foi uma sentença imbecil e ridícula. O juiz é muito bom para cair numa besteira dessas, e isso será reformado nas instâncias superiores”. As palavras foram ditas à reportagem do Extra de Rondônia pelo advogado Reginaldo Ribeiro de Jesus, que assumiu a coordenação da defesa dos acusados na Operação Stigma.

A entrevista foi concedida em frente a sede local da Justiça Federal, onde está acontecendo a primeira audiência da fase final do julgamento do primeiro processo relativo ao caso, relacionado a suposto esquema de fraude entre servidores do município e uma empresa de manutenção de veículos. Acusados e testemunhas estão sendo ouvidos, e também houve acareação via circuito fechado entre o delegado de Polícia Federal Flori Cordeiro Miranda Junior e Dirceu Hoffmann para esclarecer suposta ameaça que teria sido feita por envolvidos contra o empresário.

Momentos antes do início dos trabalhos o advogado Reginaldo conversou com o Extra de Rondônia sobre vários aspectos do processo em curso, além de comentar a sentença proferida pela Justiça estadual sobre o caso de desvio de verbas municipais destinadas a publicidade, situação também levantada pela Stigma.

O Drº Jesus informou que é advogado de Carlos e Bruno Pietrobon, mas que está na coordenação da defesa de todos os acusados, “para que se faça um trabalho articulado e coerente”. Ele confirmou o afastamento do colega Roberto Mailho dos trabalhos, mas não revelou se isto teria relação com a sentença da semana passada, ocasião em que Gustavo Valmórbida foi sentenciado a 76 anos de prisão.

No entanto, Reginaldo disparou contra a decisão do juiz Adriano de Lima Toldo: “tecnicamente trata-se de um absurdo”. Prosseguindo, Jesus afirma que “não se pode condenar onze vezes uma pessoa pelo mesmo crime como este juiz fez, por isso não tenho dúvida que esta pena será reformada certamente para prazo mínimo”. O advogado ainda acrescentou que a sentença é “imbecil e ridícula”.

Em se tratando do processo que tramita na Justiça Federal, que nesta semana entra na fase decisiva, Reginaldo disse que a prisão preventiva de seus clientes, além de Gustavo Valmórbida, está calcada em suposta ameaça que eles teriam feito contra empresários que participavam de esquema de propina. “Não houve ameaça alguma, isso é uma jogada política para tentar pegar o prefeito. É uma besteira criada pelo Junior”, referindo-se ao vice-presidente do PSDB local, o microempresário Junior Pintor, uma das testemunhas que depôs na Polícia Federal e falou sobre a suposta ameaça.

Jesus disse ainda que não há nada contra o acusado Carlos Eduardo Pietrobon, “que não possuía nenhum vínculo ou negócio com a prefeitura”, e que a acusação não tem provas sólidas que sustentem as queixas. “Ninguém mostrou aonde é que o dinheiro foi parar”, argumenta.

Fonte: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO