quilombolas (4)Os membros da Comunidade Santa Cruz de Remanescentes Quilombolas do município de Pimenteiras do Oeste, em Rondônia têm motivos para comemorar, pois, foram certificados como remanescentes de quilombo pela Fundação Cultural Palmares (FCP).

Após anos de espera a portaria com a certificação da comunidade foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), no dia 3 de dezembro de 2015. A análise da solicitação de reconhecimento da comunidade como remanescente de quilombo foi realizada pelo Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro (DPA), cuja atuação compreende um conjunto de atividades relacionadas à proteção, preservação e promoção da identidade das comunidades remanescentes de quilombos e das comunidades religiosas de matriz africana.

Atualmente, existem, ao todo, 2.620 comunidades certificadas. Estas ações estão previstas no Plano Nacional de Cultura (PNC) do Ministério da Cultura (MinC).

A representante da comunidade, Izabel Mendes, disse que a comunidade está muito feliz com a certificação. “Esta certificação é um marco para o povo pimenteirense que tem mais da metade da população formada por descendentes dos quilombos da região”, disse Izabel que informou que há cinco anos eles lutam juridicamente pela validação da entidade.

Izabel informou que a comunidade é descendentes do quilombo de Vila Bela da Santíssima Trindade e do quilombo do Piolho, ambos do Mato Grosso, cujos antepassados subiram o Rio Guaporé no século XIX.

Izabel ressalta que com a certificação os quilombolas de Pimenteiras vão receber incentivos do governo federal, entre outros benefícios, sendo o principal é a valorização cultural da comunidade. “Com a certificação vamos conseguir manter as vestimentas, as comidas, a danças entre outras tradições”, salienta Izabel.

cultura (31)

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Washington Kuipers

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO