Secco acredita que o impacto negativo afetou a autoestima dos vilhenenses
Secco acredita que o impacto negativo afetou a autoestima dos vilhenenses

Em entrevista concedida esta semana ao Extra de Rondônia, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Vilhena falou sobre a política local.

Josemario Secco fez referências a crise administrativa que assola a gestão do prefeito Zé Rover desde o início da “Operação Stigma”, e prega que o empresariado local deve participar do processo de sucessão municipal. “Precisamos ouvir as propostas dos candidatos e interagir de forma mais efetiva como o momento político pois suas consequências causam impacto na vida de toda a comunidade”, afirmou.

Sobre a crise local, Secco acredita que o impacto negativo afetou a autoestima dos vilhenenses. “A partir do momento em que um administrador municipal perde a credibilidade isso afeta a cidade como um todo. Houve retração nos negócios entre as empresas locais e o poder público, e isso não é bom para nenhuma das partes”, avalia.

Segundo ele, o apelo do prefeito para que os comerciantes locais voltem a vender para o Município é “válido”, mas quando se perde a confiança é a tarefa de reconstruir uma relação produtiva é complexa. “Tenho respeito pelo prefeito vilhenense, mas só o tempo vai mostrar se ele será capaz de reconquistar a credibilidade junto ao empresariado”, complementa.

A respeito da sucessão municipal, Josemario declarou que os filiados da ACIV já começam a discutir o assunto. “Estamos conversando internamente sobre a política local, e de um modo geral acreditamos que o perfil ideal para o próximo prefeito deve ser de alguém que de enfoque mais expressivo ao lado administrativo do que a política”.

O presidente da entidade disse que o certo seria contar com um prefeito que seja “gestor de fato, capaz de manter a coisa pública de forma sustentável e de tomar decisões de forma independente”.

No entanto, o mais importante é ter um administrador com competência de elaborar um projeto de desenvolvimento econômico de curto, médio e longo prazo para a cidade, com capacidade de ter continuidade, seguindo modelos bem-sucedidos em outras praças. “Maringá é um ótimo exemplo”, citou.

Quanto a eventual apoio a candidatos, por enquanto Josemario prega cautela. “O cenário está muito nebuloso, e precisamos aguardar um tempo para a definição de quem estará na disputa”.

Independente disso, ele garante que a ACIV está de portas abertas para ouvir o que os pretendentes tem a apresentar, e não descarta a possibilidade da entidade realizar debates entre os postulantes para aprofundar o diálogo entre candidatos e a sociedade civil organizada. “O principal é deixar o comodismo de lado, e isso vale até mesmo para mim, e participar de forma ativa da discussão política municipal ao invés de ficar só reclamando”, encerrou.

 

Fonte: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO