Roni responde pelo crime de homicídio praticado em cidade matogrossense
Roni responde pelo crime de homicídio praticado em cidade matogrossense

A Polícia Civil (PC) prendeu na manhã desta terça-feira, 2, Roni Rodrigues dos Santos, de 33 anos. O homem é suspeito de aplicar inúmeros golpes conhecido como “envelope vazio” pela internet na cidade de Vilhena. Um destes golpes foi noticiado pelo Extra de Rondônia, onde a vítima teve um prejuízo estimado em R$ 1 mil.

As práticas delituosas sempre eram feitas da mesma forma. Em grupo de vendas na internet, o golpista entra em contato com a vítima que fez o anúncio, que acredita na veracidade do comprovante de depósito e faz a entrega do bem, sendo posteriormente identificado que foi depositado um envelope vazio, apenas indicando que continha o valor supostamente negociado.

O empenho dos policiais na solução do caso levou-os a descobrirem que o estelionatário aplicou diversos golpes na cidade. Quatro celulares foram recuperados, sendo que dois já foram reconhecidos pelas vítimas. No momento em que foi abordado pelos policiais, o suspeito se identificou como Daniel, e por isso, também deverá responder pelo crime de falsidade ideológica.

Na internet, o criminoso sempre utilizava páginas com nomes e dados falsos, conhecidos como “perfil fake”, o que dificultava em sua identificação. Roni Rodrigues dos Santos estava foragido há mais de dois anos da Justiça de Aripuanã, em Mato Grosso. Lá, ele cumpria pena por homicídio.

A PC recomenda a população que costuma negociar bens através de websites e páginas sociais, que não efetuem a entrega dos produtos até que o dinheiro tenha sido efetivamente creditado na conta bancária.

Vítimas deste tipo de golpe podem comparecer a delegacia para relatar o caso ou informar através do telefone 197.

12659671_565903196890318_993573913_n

 

 

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO