12695644_566560763491228_1418277486_o
Na delegacia, a dupla se apresentava sorridente e aparentava não importar com a situação

Dois jovens foram presos pela equipe Força Tática da Polícia Militar na noite desta quinta-feira, 4, após tentarem roubar um menor de apenas 17 anos no bairro Bela Vista, em Vilhena. Os suspeitos portavam uma faca no momento em que atacaram a vítima e o objetivo era subtrair um celular.

De acordo com informações, a vítima retornava de uma feira hortifrutigranjeira existente no bairro, quando na Travessa A fora surpreendida por três rapazes, que tentaram roubar um celular ameaçando a vítima com uma faca de cozinha. O jovem conseguiu se desvencilhar e correu até sua residência que fica próximo ao local.

A vítima disse aos policiais que acionou a PM, pois os infratores teriam o seguido até a sua casa e passaram a proferir ameaças dizendo que “que isto não iria ficar assim”. Os agentes militares colheram as características dos suspeitos e passaram a realizar diligencias na tentativa de localizá-los.

Um dos suspeitos identificado como Maike Jesus Pereira, vulgo “maikinho”, de 19 anos, foi localizado na Rua Brasília, no setor 19. De prontidão, ele confessou o crime e forneceu o endereço dos outros suspeitos. Wanderlei de Jesus Florêncio, de 18, conhecido com “leisinho”, foi encontrado na Rua 1805, onde jogou a faca no chão a fim de despistar os policiais, objeto utilizado no crime. O terceiro suspeito identificado pelos comparsas como “Indião” não foi localizado pelos policiais.

Diante dos fatos, a dupla recebeu voz de prisão e foi  conduzida à Delegacia de Polícia Civil para que as procedências legais pudessem ser tomadas pelas autoridades de plantão.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO