Marcos Cabeludo gastou quase R$ 400 mil de forma excessiva quando presidia a Câmara
Marcos Cabeludo gastou quase R$ 400 mil de forma excessiva quando presidia a Câmara

O vereador Antônio Marco de Albuquerque (PHS), de Vilhena, deve ser intimado nesta semana pela polícia.

Ele vai prestar esclarecimento a respeito de gastos excessivos na contratação de servidores comissionados nos 180 dias anteriores ao final de mandato, em 2012, quando era presidente da Câmara. Naquele ano, ele disputou a reeleição conseguindo ser eleito com 1.199 votos.

Em função deste fato, o Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE) reprovou sua prestação de contas em outubro de 2015, conforme o Extra de Rondônia informou.

Informações extraoficiais garantem que o aumento de despesa chega aos R$ 400 mil. O TCE encaminhou cópia da decisão ao Ministério Público Estadual tendo em vista que o aumento de despesa com pessoal, nos 180 dias anteriores ao final do mandato, é objeto de tutela penal específica conforme o artigo 359-G, do Código Penal.

O caso gerou abertura de inquérito civil. Caso seja condenado, o vereador pode pegar de 1 a 4 anos de reclusão.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Divulgação

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO