HR VILHENAEm relatório entregue às autoridades locais, e obtido com exclusividade pelo Extra de Rondônia, médicos relataram a difícil situação em que se encontra o Hospital Regional de Vilhena.

Eles consideram a questão como “calamitosa” e chegaram a dizer que “nos sentimos incapazes e sem condições físicas, mental e técnica para suprir as necessidades da falta de profissionais”.

O documento, assinado pelos médicos Romualdo Kelm, Augusto Lobato e Façal Akkari, diretores da unidade hospitalar, no dia 11 de fevereiro,  informaram às autoridades a falta de profissionais médicos para cumprir plantões nas áreas de: clínica médica, obstetrícia, cardiologia, pronto socorro e neuro.

Os médicos informaram, ainda, a expectativa de três a quatro médicos, que atuam no pronto socorro, pedirem demissão de suas atividades, “tornando ainda mais calamitosa a situação que se encontra este nosocômio”.

O relatório, que consta a escala do pronto socorro do mês de fevereiro, aponta os baixos salários pagos aos profissionais médicos e os constantes atrasos nos pagamentos, “sendo este os menores salários da região, ocasionando migração para outros municípios e Estados”.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO