Caetano Neto é advogado
Caetano Neto é advogado

A educação tem, além de muitas e valiosas qualidades, a primordial que é a tarefa de edificar o ser humano. O fim principal da instrução educacional é desenvolver o valor da pessoa humana para apreender e desenvolver a importância da verdade na vida do alunado, o bem e a importância de ficar longe do mal, longe do que é errado e acima de tudo, ser ético e propagar a moral.

Se assim ocorre-se, em uma década o Brasil seria outro país pois aprenderíamos a expurgar os politiqueiros e mal intencionados.

Há uma surdez moral que imuniza quando se busca chamar a consciência para a adoção de propostas concretas que possa contaminar a comunidade para um sentimento ético e moral. Parece que tudo está perdido. A vida tomada pela ética é o contínuo esforço direcionado à consecução da moralidade e isto tem origem na escola e sobretudo na família, em casa, na mesa de jantar tratando de pontuar regras e compromissos.

Diante da atual complexidade da sobrevivência humana, a família transferiu para a escola a função de ministrar as lições singelas dos deveres éticos e morais de base na sociedade, acreditando que a escola é a substituição da família no aprendizado social. Nada substitui a educação do lar e educação do  berço.

O problema pedagógico é grave, aliás, gravíssimo. Está inerte quanto a destruição dos valores éticos e morais. A liberdade sem medo fez do aluno um ser indisciplinado, insaciável e sem limites. Além do descaso das autoridades, das entidades representativas educacional, falta coragem e seus interesses parecem não despertar para a reviravolta que se exige.

Vale mais um simples mandatário local, representante do povo, que embolsa milhares de cifras salariais, afrontando o cidadão que dos impostos, paga tais rendimentos, sem contar que atuam apenas um dia da semana com presença na sessão, do resto, é coptar eleitores prestando serviço de despachantes. Parece rir daqueles que heroicamente se dedicam a transmitir além de ensinamentos e conhecimentos necessários para toda uma vida, recebe degradante vencimentos.

Vilhena dá o passo para a mudança necessária. Para fugir do analfabetismo coletivo coloca o Projeto de Iniciativa Popular que fixa a Remuneração/Subsidio  do Vereador de Vilhena ao dos Professores da Rede Municipal de Ensino. Estamos certo que vai prosperar pois centenas de Vilhenenses já lançaram sua assinatura em apoio ao projeto, e vai chegar aos milhares, ultrapassando os 2,4 mil eleitores necessários para apresentação como Projeto de Lei.  A educação não será mais a mesma e a atividade pública dará um salto de qualidade e de exercício de cidadania. Os sonhos haverão de realizar. Bem vindo às aulas.

Caetano Neto

Advogado e Presidente da Associação de Defesa dos Direitos da Cidadania

 

Texto: Caetano Neto

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO