1522016-190845-aviiaO corpo de um dos ocupantes do monomotor que caiu em Florianópolis no dia 1º de fevereiro foi encontrado na tarde desta segunda-feira, durante a operação para retirada dos destroços da aeronave no Sul da Ilha. A vítima, que será encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para identificação, não foi identificada.

Pela manhã, a Bigsal informou que após vários dias de buscas, uma empresa especializada encontrou os destroços da estrutura principal do avião que caiu com o dono da empresa, Robson Guimarães o piloto Marlon Neves. O acidente aconteceu no dia 1º, quando a aeronave TBM 900 caiu no mar em Florianópolis logo após decolar do Aeroporto Internacional Hercílio Luz.

Em nota, a Bigsal afirma que os trabalhos de resgate e içamento já iniciaram e tem prazo de dois dias para serem finalizados. No domingo, a Marinha encerrou as buscas oficiais pelos corpos e destroços.

A empresa contratada foi a Sulmar Serviços Subaquáticos, com sede em Itajaí, no litoral Norte de Santa Catarina.

O foco da operação da Marinha, há cerca de 10 dias era na busca pelo cockpit da aeronave, que será utilizada pelo Quinto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa V) nas investigações da causa do acidente.

O monomotor TBM7, de prefixo PP-LIG, decolou às 5h20min do dia 1º em direção a Ji-Paraná, em Rondônia – a 3 mil km da Capital catarinense. Quando estava a seis milhas (9,6 quilômetros) do Hercílio Luz, ele perdeu a comunicação com a torre de controle.estava dentro da cabine do avião.

Autor: com informações Rondoniagora

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO