Arrigo ficou à frente da Semed durante 7 anos
Arrigo ficou à frente da Semed durante 7 anos

O ex-secretário municipal de educação de Vilhena, José Carlos Arrigo, disse ao Extra de Rondônia, neste domingo, 6, que nada tem a ver com a interdição da escola Ivete Brustolin.

Através de sua assessoria de imprensa,  o prefeito Zé Rover (PP) responsabilizou Arrigo por “não ter cumprido as determinações do Corpo de Bombeiros em 2015, gerando agora todo este transtorno”.

Arrigo, em entrevista ao Extra de Rondônia, contestou o prefeito, alegando que não é culpado da interdição e que cumpriu seu papel à frente da Secretaria Municipal de Educação (Semed) durante sete anos. “A minha parte da Semed eu fiz. Em novembro, quando deixei a pasta, a escola estava funcionando normalmente. Havia um projeto de reforma da unidade, mas isso era para este ano. O que aconteceu depois que saí não é culpa minha. A interdição aconteceu quatro meses após eu ter deixado a Semed. Não posso ser responsável por isso, até porque eu não faço mais parte da administração. Quem deveria de responder são os titulares que estiveram depois de mim à frente da secretaria. Fiquei sete anos na Semed, e nesse período nenhuma escola foi fechada ou interditada, como ocorreu agora”, explicou.

Em tempo, Arrigo elogiou a nomeação das novas titulares da Semed, Geisa Vivan e Mar Sueli dizendo que “são profissionais que conhecem e têm experiência na pasta”.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO