cpi cartelNa terceira reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Frigoríficos, na tarde desta segunda-feira, 7, na Assembleia Legislativa de Rondônia, os deputados encaminharam pedido de participação nas reuniões da CPI do Mato Grosso, onde parlamentares daquele Estado também investigam sobre o mesmo tema – a possível formação de cartel das indústrias.

Segundo o presidente da comissão, Adelino Follador, a visita deve acontecer nos próximos dias 15 e 16. “Eles já estão com os trabalhos mais avançados, e nós vamos buscar informações dos levantamentos já realizados por eles e no que isso pode colaborar no andamento do nosso trabalho aqui”, justificou.

A CPI, composta ainda pelos deputados Lazinho da Fetagro, Laerte Gomes, Ribamar Araújo e José Lebrão, aprovou requerimento ao Dieese de levantamento do preço da carne e derivados praticado no mercado desde julho de 2015 até este mês.

Foi proposta também a negociação junto ao governo para baixar a pauta de impostos sobre a distribuição de carne com osso, o que segundo o deputado Laerte Gomes, “é uma forma de pressionar as grandes indústrias”.

Lazinho da Fetagro acrescentou que também deve ser discutida com o governo estadual uma forma de “segurar” a saída de bezerras (fêmeas). “Está havendo uma saída muito grande de bezerros e bezerras, mas nós entendemos que as fêmeas são fonte, daqui a dois anos de mais produção de leite e carne, e por isso temos que pensar numa maneira de segurar mais as bezerras no nosso pasto”, concluiu.

Quanto à reunião que acontecerá na manhã desta terça-feira, entre membros da Câmara Setorial da Carne, Follador diz que os membros da CPI irão acompanhar, mas não há como criar nenhuma expectativa, já que apenas quem pode votar são os representantes dos frigoríficos, mas adianta que a pauta deverá ser sobre a aprovação da redução de impostos para uma nova planta na cidade de Cacoal. “O frigorífico entra com o abate de 800 cabeças ao dia, mas o processo deveria ser mais criterioso quanto a isso, com aplicação de multa para o caso de depois a indústria tentar reduzir a planta, a produção ou até mesmo desistir do negócio. Nós vamos acompanhar”, disparou.

 

Texto e foto: Assessoria

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO