O delegado da cidade de Cerejeiras, Rodrigo Spiça, recebeu a reportagem do Extra de Rondônia para falar sobre a onda de criminalidade que vem assolando o município desde o início do ano corrente, dentre eles, o estupro de uma menina de seis anos, ocorrido no fim do mês de agosto, que chocou os cerejeirenses.

Segundo o delegado, o inquérito referente ao caso já foi concluído e encaminhado ao Ministério Público (MP), porém, o mesmo aguarda alguns laudos médicos da vítima que serão anexados ao processo, que devem ficar prontos ainda este mês.

Com relação à situação do suspeito, Spiça explicou que, Ismael Pereira, de 19 anos, poderá ser indiciado além do crime de estupro, já comprovado, por lesão corporal grave, quando põe em risco a vida da vítima.

Rodrigo afirmou ainda que, além da gravidade do caso em si, como foi comprovado à penetração vaginal e anal, ainda se tem o agravante denominado concurso formal impróprio, que é quando em um mesmo delito, o agente comete duas ações criminosas, tendo consciência de ambas.

Ismael, que se aproveitou da confiança da vítima, que teria ido até sua residência buscar um remédio para seu padrasto, a convidando para entrar sob a alegação de que iria pegar o medicamento, confessou o crime e aguardará o julgamento detido.

 

Texto e fotos: Extra de Rondônia


COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO