Na noite do último sábado, 24, um sargento da Polícia Militar, de 50 anos, agrediu com um soco no peito, um porteiro, de 35 anos, que trabalha no cinema Cine Laser, do Park Shopping Vilhena e ao ser detido pela ação, ainda ameaçou representar judicialmente a guarnição que atendeu a ocorrência.

Segundo informações, o sargento, que estava em companhia de sua filha, tentou entrar nas dependências do cinema com um pacote de batatas fritas, porém, foi informado pela vítima, que segundo as normas do estabelecimento, não era permitida o referido alimento no local.

A princípio, diante da negativa do porteiro, o sargento deixou o pacote de batatas sobre um balcão e entrou na sala, no entanto, alguns minutos depois retornou e começou a discutir com a vítima, momento em que desferiu um soco em seu peito, se apossou do pacote de batatas e entrou no cinema novamente.

Uma guarnição da PM foi acionada e retirou o sargento do local, porém, este usou seu parelho celular para fotografar os militares e a vítima, afirmando em aquilo não ficaria assim e que usaria as imagens para representar os policiais pela ação.

Diante dos fatos, o militar recebeu voz de prisão e foi apresentado na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), para serem tomadas as medidas cabíveis ao caso.

 

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Reprodução

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO