Na manhã desta terça-feira, 04, a reportagem do Extra de Rondônia entrevistou a chefe do Cartório Eleitoral de Vilhena, Fabiola Canuto, onde informou que eleitores transexuais e travestis já podem solicitar a inclusão de seu nome social no título de eleitor, no caderno de votação de eleições, e realizarem a atualização de sua identidade de gênero no cadastro eleitoral.

De acordo com Fabiola Canuto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu no último dia, 22, que transexuais e travestis podem solicitar a emissão de titulo eleitoral com seu nome social. E para esses eleitores solicitar a inclusão do nome e a atualização da identidade, será preciso apresentar um documento de identificação e um comprovante de residência.

A chefe do cartório ressaltou que para optar pela autodeclararão do nome e do gênero terá o prazo de até 09 de maio, podendo votar nas eleições com seu nome social registrado no título eleitoral, no cadastro da urna eletrônica, e no caderno de votação.  “A autocelebração também é válida para os eleitores menores de 18 anos”, pontuou Fabiola.

Canuto enfatizou ainda que, conforme a resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o Cartório Eleitoral não aceitará nomes vexatórios, ridículos e degradantes que atentem contra o pudor ou exposição da pessoas ao ridículo. “As restrições do Cartório Eleitoral de Vilhena visam garantir a identificação correta e um bom tratamento aos eleitores transexuais e travestis”, acentuou a chefe.

Fabiola finalizou a entrevista destacando que há ainda cerca de 11 mil eleitores com título eleitoral cancelado, mas que rsta um prazo de 32 dias para regularizar a situação.

Fabiola Canuto, chefe do Cartório Eleitoral de Vilhena

Texto: Extra de Rondônia

Fotos: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO