O Superior Tribunal de Justiça – STJ, foi solicitado à entregar para a 1ª instância do poder judiciário a ação que aponta denuncias de corrupção envolvendo o ex-governador Confúcio Moura (PMDB).

O pedido foi protocolado pela Procuradoria Geral da República – PGR, que considerou o fato de ele não possuir o direito à foro privilegiado.

Confúcio renunciou nesta última semana para uma possível corrida à uma das duas cadeiras de Senador pelo estado de Rondônia que ficarão vagas à partir de 2019. Caso o processo seja encaminhado de forma célere à primeira instancia, o ex-governador correrá sério risco de acabar tendo seu pedido de prisão decretado, frente as apurações feitas pela Polícia Federal.

Além de Moura, a PGR solicitou o encaminhamento de mais quatro ex-governadores que realizaram o mesmo procedimento de Confúcio, renunciaram para se candidatarem no pleito 2018. Não existe prazo estabelecido para o que o Supremo se manifeste, porém tudo dependerá da mobilização da opinião publica e imprensa frente ao caso.

Com a prisão do ex-presidente Lula, a queda do foro privilegiado entrou na pauta de reivindicação da sociedade de forma intensificada. O ex-governador rondoniense colocou mais uma vez Rondônia em destaque negativo no cenário político, sendo protagonista de matéria no Jornal Nacional, veiculado pela Rede Globo de televisão.

Á imprensa, Confúcio Moura alegou que apenas se manifestará no momento em que seu processo for encaminhado para as instâncias comuns de justiça.

Fonte: JH Notícias

Foto: Divulgação

 

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO