Há cerca de 10 dias, o Extra de Rondônia divulgou uma matéria relatando o drama vivido por alunos das escolas rurais do município de Corumbiara, que estavam perdendo semanas de provas devido à falta de transporte escolar, causando por burocracias em um processo de licitação.

Antes da divulgação da referida matéria, a reportagem do site falou com o prefeito Laércio Marchini (PDT), que apresentou documentos onde constava que a empresa Engeservice Engenharia Comércio e Serviços LTDA, de Porto Velho, ganhadora da maioria das linhas no processo de licitação, tinha no máximo até o dia 15 do mês corrente para colocar seus ônibus em trânsito.

Porém, na segunda-feira, 16, pais de alunos entraram em contato novamente com o site, afirmando que foram solicitados mais 15 dias para a regularização do transporte, o que gerou revolta na população rural, haja vista que há educandos que ainda nem conheceram seus professores em 2018.

Ainda segundo os pais, a empresa Manancial Transportes LTDA, de Colorado, que era a responsável por quase todas as linhas no ano anterior, e que ganhou no processo de licitação de 2018, apenas uma, já deu início ao transporte escolar no prazo determinado.

O site tentou contato novamente com o prefeito e o secretário de educação do município, porém, foi informada de que ambos não estavam na cidade. O Extra deixa espaço caso os mesmos queiram se pronunciar sobre o assunto.

 

Texto e foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO