O caso foi registrado na manhã de sábado, 21, por uma mulher de 39 anos, que além de ter tido seu aparelho celular roubado, foi ameaçada pelo infrator, para que realizasse sexo oral no mesmo.

Diante da recusa da vítima, que foi segurada com agressividade por um dos braços, o infrator empreendeu fuga e a mulher acionou uma guarnição da polícia, que realizou buscas pela cidade, localizando o suspeito em uma lanchonete.

Ao perceber a presença da guarnição, o jovem, de 26 anos, apresentou certo nervosismo, levantando suspeita dos militares, que ao pedirem por seus documentos pessoais, foram informados pelo mesmo, de que estes estavam em um alojamento onde reside.

Já no local, dentro do armário pertencente ao suspeito, foi localizado um parelho celular com características similares ao da vítima, que de pronto o reconheceu e digitou a senha de desbloqueio do mesmo.

Diante dos fatos, o infrator recebeu voz de prisão e foi conduzido até a Unidade Integrada de segurança Pública de Vilhena. Segundo o delegado que atendeu o caso, o suspeito não responderá pelo crime de estupro, haja vista que a vítima não chegou a consumar o ato solicitado pelo agente, porém, foi atuado por roubo e constrangimento ilegal.

 

Texto e fotos: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO