Clésio Almeida visitou a redação do site

O secretário municipal de educação de Vilhena, Clésio Cassio Almeida Costa, visitou a redação do Extra de Rondônia nesta quinta-feira, 10, para esclarecer acusações feitas por ex-diretoras e vices, exoneradas do cargo semana passada.

De acordo com Clésio, a nomeação de cargos de confiança é uma atribuição, uma prerrogativa do Executivo. “Não há uma Lei que obriga para lotar cargos de confiança. Tanto é que a antiga gestão não fez uma consulta para lotar os gestores que estão a 1 ano e 3 meses. Eu entendo esse direito. Contudo, tivemos conhecimento que haviam alguns gestores que não estavam humanizando  o ambiente escolar. Algumas escolas clamavam por mudança. Fizemos uma portaria pedindo aos professores três nomes. O melhor ficaria à frente da unidade escolar, de forma interina, até o final da gestão do prefeito Adilson Oliveira”, explicou.

O titular da Semed negou as acusações de assédio moral. “Essas nomeações não configuram o suposto crime alegado pelas professoras, porque as nomeações são livres. A exoneração de todos foi feita através de um decreto, que é comum. Não tem como reunir todos e dizer a cada um deles que foi exonerado. Não houve assédio nenhum. Todas as professoras foram bem recebidas na Semed”, analisa.

Clésio também negou que as atividades possam paralisar com a substituição dos diretores.  “Isso não é verdade. Elas acreditavam que é necessário que os nomes delas continuassem. No Banco do Brasil só vai mudar o nome dos responsáveis”, pontuou.

Ele garante, entretanto, que dentro de toda esta situação possa existir o interesse de denegrir a atual administração. “Acredito que ficar falando negatividade dessa situação não vai contribuir em nada. Estou à disposição dos professores que fizeram esta manifestação para dialogar”, concluiu.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Extra de Rondônia

sicoob credisul
vacina 728×90