Melki Donadon: ex-prefeito de Vilhena

O ex-prefeito de Vilhena, Melki Donadon (PDT), foi procurado na manhã deste sábado, 19, para comentar o ataque feito contra ele pelo ex-vereador Jacy Alves, durante reunião no bairro Cristo Rei, na noite da sexta, 18. Leia AQUI

Jacy, que é irmão de fé de Melki Donadon, o chamou de demônio e disse que não tem medo de nada.

Ao Extra de Rondônia, Melki afirmou que não sabia deste comentário e lamentou a postura do ex-parlamentar.

Disse que, embora Jacy seja um profundo conhecedor da bíblia, está fazendo exatamente o contrário do que regulamenta o livro sagrado para os cristãos. “Sabemos que o desespero não é bom. A bíblia diz que a boca fala o que o coração está cheio. O irmão Jacy sabe que este não é o caminho: pregar a discórdia e a desunião. Nós servimos ao mesmo Deus”, pontuou.

Melki relatou, ainda, que no seu entendimento, o ex-vereador está sendo usado por Eduardo “Japonês” para proferir esse tipo de ataque. “Sabemos que ele está agindo por interesses pessoais e para beneficiar o Eduardo Japonês. Temos firmeza em nosso coração e vamos orar por eles, pois a cidade precisa de uma administração pacífica que não seja gerida pelo ódio”, comentou.

O ex-prefeito de Vilhena mora na região há 42 anos. “Dedicamos a vida para cuidar de pessoas. O tempo vai passar. Mas uma coisa ele pode ficar com o coração tranquilo: jamais fizemos o mal para qualquer pessoa que seja”, garantiu.

Melki disse, ainda, que preferia não discutir esse tipo de assunto. Entretanto, observou que os ataques que vem recebendo pelo ex-vereador e também pelo ex-deputado Newton Schrann são movidos pelo interesse pessoal. “O vereador e o ex-deputado não trouxeram uma obra sequer para a comunidade de Vilhena. Eu lamento que tudo isso esteja acontecendo, e que estejam apresentando propostas movidas pelo ódio”, concluiu.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Arquivo

sicoob credisul
vacina 728×90