O caso foi registrado por uma correntista de Vilhena, que após aceitar a solicitação de uma estelionatária, que se passou por funcionária de uma agência local, instalou em seu aparelho celular um aplicativo e acabou tendo o valor de R$ 18.123,73, debitado de sua conta pessoal.

De acordo com o registro da ocorrência, a vítima afirmou ter recebido inúmeras ligações do número 69-33221262 durante o decorrer da última semana, onde a atendente, que forneceu o nome Vânia, insistia para que a mesma instalasse o referido aplicativo, porém, a mesma recusava sempre, afirmando que só utilizava agência física.

Após muita insistência e pelo fato do número de telefone usado pela estelionatária ser local, a mulher acabou cedendo e instalou o aplicativo, fornecendo para a suposta atendente o número gerado pelo Taken. Após isto a mulher acabou verificando através do próprio aplicativo, que o valor acima citado havia sido debitado de sua conta através de inúmeras compraras que ele não efetuou.

Já na agência física, a correntista foi informada que o próprio banco já tinha constatado os débitos fraudulentos e estornado a grande maioria, restando apenas uma compra no valor de R$ 635,29, possivelmente efetuado para recargas de celulares.

A vítima também foi informada pelos funcionários da agência, que o número utilizado pela estelionatária também já foi utilizado pelo banco, porém, este foi trocado e que também já tiveram uma funcionária com o nome Vânia, que foi transferida para outra cidade.

Diante dos fatos, a vítima procurou a Polícia Civil e registrou um boletim de ocorrência para assegurar que a compra restante seja realmente estornado pela agência.

 

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Ilustrativa

 

 

 

 

 

 

 

sicoob credisul
vacina 728×90