Os fatos se deram na madrugada desta quarta-feira, 17, em uma relojoaria localizada na Avenida Major Amarantes, no centro de Vilhena, onde um ladrão quebrou a vidraça da fachada e furtou vários relógios e óculos do estabelecimento.

De acordo com o registro da ocorrência, policiais que estavam em frente à base da P-Tran, localizada na mesma avenida, ouviram um barulho e notaram a presença de uma motocicleta estacionada em frente ao local onde este se originou.

Antes mesmo dos policiais se aproximarem, o motociclista saiu em alta velocidade e quando estes passaram em frente ao local de onde o piloto saiu, perceberam se tratava de uma relojoaria e que um dos vidros da fachada estava estilhaçado.

A partir de então, se deu uma verdadeira caçada pelo infrator, que fugiu por várias ruas da cidade sendo perseguido pela guarnição, até que em certo ponto, se desfez do capacete que usava e começou a jogar pelo caminho, alguns objetos que havia furtado.

Em dado momento da fuga, o infrator, que conduzia uma motocicleta Honda CG Titan de cor vermelha, acessou a Rua 1º de Maio, no Bairro São José, que devido à dificuldade de trafegabilidade da viatura, acabou se distanciando e saindo do campo de visão dos militares.

De volta ao local do crime, os policiais fizeram contato com a empresa responsável pelo sistema de monitoramento da loja e com a proprietária, que se fizeram presentes e constataram que o agente fez uso de um pedaço de concreto para quebrar a vidraça. Alguns relógios e óculos que foram dispensados pelo infrator durante a fuga foram recuperados e devolvidos à proprietária.

Informações levantadas pela própria PM dão conta de que o autor do crime é um jovem conhecido pelo apelido de “Salsicha”.

Texto: Extra de Rondônia

Foto: Ilustrativa

Mercado Paulista

COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu.

A DIREÇÃO